Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Avião da FAB leva último contingente militar brasileiro ao Haiti

Quase mil militares desembarcam nesta quinta no país para encerrar participação do Brasil à frente da missão da ONU; retirada total deve ocorrer até outubro

Um Boeing 767 da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou nesta quinta-feira do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, levando a tropa do 26º Contingente Militar Brasileiro para a última missão de paz no Haiti. O grupo é composto por 970 militares, sendo 181 da Marinha, 639 do Exército e 30 da Aeronáutica.

A retirada das tropas da ONU do Haiti foi decidida pelo Conselho das Nações Unidas. Este último contingente chega a Porto Príncipe, capital haitiana, ainda nesta quinta-feira. Nos próximos dois dias, eles farão a substituição dos militares que estão há seis meses no Haiti e que retornarão para o Brasil no próximo final de semana.

O Brasil atua na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) desde 2004, quando o governo brasileiro foi convidado pela ONU para liderar as forças internacionais com o objetivo de promover a paz no país. Nesses 13 anos de missão, mais de 35 mil militares já passaram pelo Haiti.

Para o ministro da Defesa, Raul Jungmann, além do começo da operação, quando os militares brasileiros tiveram que entrar em confronto com milícias haitianas, os dois momentos mais marcantes foram o terremoto que devastou parte do Haiti, em 2010, e o furacão Mattew, que atingiu diversas regiões no ano passado.

Os componentes dos 26º Contingente Brasileiro começarão o seu retorno para o Brasil em 31 de agosto. A meta é que em 15 de outubro toda a tropa já tenha regressado ao país.

Próxima missão: África

A próxima missão de paz das Forças Armadas brasileiras deverá ocorrer na África. “Uma das possibilidades em análise é a República Centro-Africana. Mas esta decisão tem que ser tomada pelo presidente da República”, disse o ministro.

Segundo Jungmann, os integrantes das Forças Armadas “deram ao Brasil um reconhecimento mundial como país provedor da paz”. “Por isso, eles merecem respeito”.

(Com Agência Brasil)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Almerio P. Gaertner

    A fria que o governo petista colocou as nossas Forças Armadas. Gastamos dinheiro sem contra partida.

    Curtir

  2. O Pais sendo pilhado e a FAB levando contingente
    pra fora. Deveriam Ter vergonha.

    Curtir

  3. Carlos Ferreira

    Daqui a pouco vai estar cheio de Centro Africano emigrando para o Brasil.

    Curtir

  4. Rogério Roberval

    ONexit já

    Curtir

  5. Defender os brasileiros desses ladões políticos e comunistas nada não é? Hipocrisia com o nosso dinheiro!

    Curtir

  6. Francisco Cioffi

    Estamos sendo atacados no front interno, no varejo e no atacado, por bandidos marginais assassinos e por bandidos corruptos da corja comunista e políticos mas, eles dizem que não ha atalhos e nos abandonam a própria sorte. Preferem gastar o dinheiro do contribuinte com missões no estrangeiro. As FFAAs um dia ainda vão se arrepender do que estão fazendo ! Exército brasileiro, braço forte mão amiga para quem cara pálida ?

    Curtir

  7. Walter Matos de Oliveira Jr

    Ao ler os comentários dei razão a Einstein: “duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana […]”

    Curtir

  8. VERDE e AMARELO

    A ONU ESTÁ MANDANDO E DESMANDANDO AQUI!!

    Curtir