Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Advogado de Rocha Loures critica fatiamento de denúncia

Cezar Bittencourt classifica estratégia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, como 'deslealdade processual'

Depois da denúncia oferecida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente Michel Temer e Rodrigo Rocha Loures pelo crime de corrupção passiva, o advogado do ex-assessor presidencial, Cezar Roberto Bittencourt, classificou como “deslealdade processual” do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o desmembramento das acusações contra Temer e Rocha Loures. Ambos eram investigados no inquérito 4483 no Supremo pelos crimes de corrupção, organização criminosa e obstrução de Justiça.

“Já era esperada a denúncia, à qual ainda não tive acesso. [O fatiamento] é uma deslealdade processual [do procurador-geral], mas não vou ficar comentando”, declarou Bittencourt que, a exemplo do Palácio do Planalto, não quis se posicionar sobre o conteúdo da acusação formal apresentada por Janot. Os advogados de Temer, Antonio Cláudio Mariz de Oliveira e Gustavo Bonini Guedes, também foram procurados, mas não comentaram a denúncia.

A crítica do defensor de Rocha Loures, preso desde o início do mês em Brasília, faz coro ao descontentamento do governo Temer com a estratégia de Janot. O Planalto contava com a base de apoio no Congresso de que ainda dispõe para barrar rapidamente o pedido do procurador-geral da República. Com mais de uma denúncia – fala-se de até três acusações possíveis – o governo passará, na melhor das hipóteses, pelo desgaste das votações na Câmara.

Caberá à Casa decidir se a denúncia contra o presidente e o deputado da mala será apreciada pelo STF ou não. Uma vez enviada à Câmara pela presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa irá notificar os defensores de Temer e Rocha Loures. A partir da notificação, os advogados terão até dez sessões do plenário para enviar sua defesa. Após esse período, a CCJ votará a denúncia em até cinco sessões e, independente do resultado, a acusação segue ao plenário para uma votação nominal.

Caso 342 dos 513 parlamentares aceitem a abertura do processo, a acusação segue ao plenário do STF, onde os onze ministros da Corte decidirão se o presidente se torna réu. Se a maioria dos magistrados decidir assim, o peemedebista será afastado por até 180 dias do cargo ou até que a Corte profira sua decisão sobre o caso.

Leia aqui a íntegra da denúncia contra Temer.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Desleais são figuras como o loures!

    Curtir

  2. Prendam o advogado desse office boy de luxo.
    Quem defende corrupto, corrupto e.

    Curtir

  3. VOU LER OUTRO JORNAL… VCS NÃO ACEITAM AS OPINIÕES PORQUE?????

    Curtir

  4. PUTZ QUE TRISTEZA…
    UM JORNAL COMO A VEJA DEVERIA SER IMPARCIAL, MAS NÃO É…
    NÃO PUBLICA A ESSÊNCIA DO QUE O VULGO PENSA… TRISTE ISSO VCS PERDEM…
    O MUNDO MUDOU… E VCS NÃO ACOMPANHAM

    Curtir

  5. Para cada crime, um castigo, antes de cada castigo, um processo, já dizia eu ontem. Carrasco! À obra!

    Curtir

  6. Bittencourt deveria sugerir ao seu cliente que faça uma delação, porque se ficar na cola de Temer se sairá muito mal. Ele é jovem e sendo assim pegará muito tempo de prisão. Enquanto o outro, já com 76 anos, inventário uma doença, ou terá realmente, e ficará em sua mansão. Fala Loures!

    Curtir

  7. inventará*

    Curtir

  8. Juvencio Amorim

    O querido Douto Ilibado defende um bandido que carregou malas de dinheiro na pizzaria e quer “lealdade”, o que facilitaria o trabalho dele de defesa deste facínora…

    Curtir