Dica: Sherlock Chega em DVD

Esta semana chega às lojas do Brasil a primeira temporada da série inglesa “Sherlock”, produção da BBC, lançada pela Log On Editora, que traz os famosos personagens de Arhur Conan Doyle para o tempo presente. Adaptada e produzida por Steven Moffat e Mark Gatiss, que está no elenco semiregular da série, “Sherlock” é estrelada por Benedict […]

Esta semana chega às lojas do Brasil a primeira temporada da série inglesa “Sherlock”, produção da BBC, lançada pela Log On Editora, que traz os famosos personagens de Arhur Conan Doyle para o tempo presente.

Adaptada e produzida por Steven Moffat e Mark Gatiss, que está no elenco semiregular da série, “Sherlock” é estrelada por Benedict Cumberbatch (Holmes) e Martin Freeman (Watson). No elenco também está Rupert Graves, como o Inspetor Lestrade.

Apresentando um texto ágil e bem estruturado, a série é uma divertida produção que traz como principal atrativo as soluções imaginadas pelos roteiristas para adaptar personagens, relações e situações para o Século XXI.

Partindo do fato de que, nos livros, Watson era um um médico que serviu o exército na guerra entre a Inglaterra e o Afeganistão (ocorrida entre 1887 e 1890), Moffat e Gatiss iniciam a trama da série apresentando Watson que, ferido na guerra do Afeganistão, iniciada em 2001, volta para a Inglaterra onde, com pouco dinheiro, busca um lugar para morar.

Um amigo em comum o apresenta a Sherlock, um jovem que colabora com a polícia nas investigações de crimes, mas que não tem dinheiro suficiente para pagar sozinho o aluguel. Considerado pelo departamento de polícia como um esquisito, Sherlock tem o apoio do Inspetor Lestrade (mais por necessidade de utilizar seu poder de dedução que pelo prazer de sua companhia); tem também a médica legista, Molly (Loo Brealey), uma tímida e atrapalhada mulher que acredita estar apaixonada por Sherlock (algo que ele utiliza a seu favor para obter informações).

Na Baker Street 221b, a senhoria, Senhora Hudson (Una Stubbs), conclui que os dois formam um casal, algo que Watson nega mas que Sherlock não se dá ao trabalho de esclarecer. Aliás, essa questão é levantada em outros momentos do primeiro episódio da série.

Outra ‘modernidade’ explorada pela adaptação é a utilização das novas tecnologias. Sherlock mantém um site na Internet, conhecido como “A Ciência da Dedução”. Além disso, ele recorre constantemente ao seu Smart Phone para se comunicar por mensagens de textos e consultar a Internet, além de fazer uso do GPS. Já o Dr. Watson, que nos livros é o cronista das aventuras de Sherlock, nesta versão utiliza um Blog para relatar suas impressões sobre o colega e os casos que foram investigados pela dupla.

Esta ‘viagem no tempo’, pela qual o personagem passa ao sair dos livros para estrelar esta versão televisiva, também é representada pelos cenários e pela fotografia. No primeiro episódio, Sherlock e Watson são vistos constantemente circulando por ambientes tradicionais de Londres, com casas e ruas antigas, que lembram as origens dos personagens. Em contraste a esse cenário antigo, o diretor insere nas imagens os textos pesquisados por Sherlock na Internet, além de oferecer ao telespectador a descrição em texto das pistas observadas por ele no local do crime.

Já no segundo episódio, a presença do passado é diluída, sendo apresentada em alguns momentos em contraste com prédios, veículos e ruas mais modernas. No terceiro, a transição já está completa. O visual antigo é, basicamente, representado pela casa da dupla, enquanto os demais cenários traduzem o tempo presente, convivendo em harmonia com símbolos que representam o passado.

Na adaptação, a dupla é interpretada por atores mais jovens. A famosa capa foi substituída por um sobretudo preto e o chapéu por um cachecol. E, embora ele não negue ter feito uso de drogas pesadas, o Sherlock desta série de TV trocou a cocaína pelos adesivos de nicotina, que o ajudam a estimular o cérebro.

Na história, Sherlock é um jovem arrogante e Watson é seu ‘fiel escudeiro’, que se impressiona com o poder de dedução do novo amigo. Considerando a morte um divertido jogo de adivinhações, Sherlock recebe de braços abertos a chegada de Watson, a quem ele vê como um complemento para seu trabalho. Este por sua vez, sente falta da ação e do perigo que viveu durante a guerra. Para ele, acompanhar Sherlock em suas aventuras é uma forma de resgatar essa sensação e trazer um pouco de prazer para sua vida, aparentemente monótona agora que está afastado do exército.

Os episódios desta primeira temporada já introduzem o arqui-inimigo do detetive, o professor Moriarty, além de Mycroft, irmão mais velho de Sherlock, funcionário do governo.

(E-D) Benedict Cumberbatch (Holmes) e Martin Freeman (Watson)

A primeira temporada de “Sherlock” tem apenas três episódios de 90 minutos. O primeiro é “A Study in Pink”, que tem como referência o livro “A Study in Scarlet”; o segundo, que é o mais fraco, tem o título de “A Blind Banker”, que utiliza referências vistas nos livros “The Valley of Fear” e “The Dancing Men”. Já o terceiro é “The Great Game”, no qual Sherlock investiga vários casos, alguns dos quais têm referências na obra literária de Doyle.

Encomendada em 2009, a série teve um primeiro episódio piloto produzido com 60 minutos de duração. No entanto, ao conferir o resultado, os executivos da BBC perceberam que os roteiristas precisariam de mais tempo para desenvolver cada história. Assim, pediu que o piloto fosse refeito (estendendo o tempo de duração) e encomendou mais dois episódios com 90 minutos cada.

Infelizmente, esse episódio não foi disponibilizado no box de DVD como material Extra. Além dos episódios, divididos em três discos, o Box da série também traz como material Extra um documentário com cerca de 32 minutos, no qual são apresentadas algumas cenas do episódio piloto original. As imagens revelam diferenças de roteiro, de cenários e até de câmera entre o primeiro e o segundo piloto. Muito interessante! O documentário também traz entrevistas e diversas informações de bastidores.

O Box traz a série com áudio apenas em inglês, Dolby Digital 2.0; legendas em português e inglês, ao preço sugerido de R$79,90.

A segunda temporada da série já está em produção na Inglaterra com previsão de estreia ainda para este ano. Serão mais três episódios de 90 minutos, com base nos livros “A Scandal in Bohemia”, “The Hound of the Baskervilles” e “The Final Problem”, com roteiros de Steven Moffat, Mark Gatiss e Stephen Thompson, respectivamente. A trama deverá dar continuidade ao cliffhanger (final em aberto) visto no último episódio da primeira temporada.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Rubens

    E para quem gosta de pesquisar na internet, é possivel encontrar o primeiro episódio piloto (completo) para assistir (se a memoria nao me falha, ele é identificado como episodio 00 — zero zero). Apesar do episodio que foi ao ar ser indiscutivelmente melhor desenvolvido, confesso que gostei muito mais da solucao final dada na versao original. Era mais plausivel.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Ricardo Melo

    Milagres acontecem, né Fernanda ? A LoGon poderia agora lançar o Doctor Who. Já lançaram o Torchwood (primeira temporada sem extras).
    Otima série. Vou comprar,quando o dinheiro permitir, já que adoro Sherlock Holmes desde criança.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Alessandra Regina

    Nossa…nem sei expressar o quanto estou feliz com essa notícia!!!

    Curtir