‘Code 37′ estreia na Globosat HD

Code 37 é uma série belga falada em holandês que estreia esta noite, às 20h, pelo canal a cabo Globosat HD. Exibida em seu país entre 2009 e 2011, a série teve duas temporadas com treze episódios cada. Criada por Hola Guapa e Dirk Nielant, Code 37 segue a linha de Prime Suspect e The Closer, […]

(E-D) Charles, Bob, Hannah e Kevin em ‘Code 37’

Code 37 é uma série belga falada em holandês que estreia esta noite, às 20h, pelo canal a cabo Globosat HD. Exibida em seu país entre 2009 e 2011, a série teve duas temporadas com treze episódios cada.

Criada por Hola Guapa e Dirk Nielant, Code 37 segue a linha de Prime Suspect e The Closer, por apresentar uma mulher assumindo um cargo importante na polícia de Gent, Bélgica, o que não agrada seus colegas homens.

Hannah Maes (Veerle Baetens) é uma jovem detetive com uma carreira promissora na polícia federal. Mas, para a surpresa de todos, ela pede transferência para o departamento que atua no combate ao tráfico, a prostituição, a pornografia e os jogos ilícitos, considerados crimes contra a ordem pública (o código 37). Seu objetivo é desvendar um crime que assombra seu passado.

Em sua nova função, ela assume o cargo de chefe de uma equipe composta essencialmente por homens: o veterano Charles (Marc Lauwrys), um homem amargurado com o fim de seu casamento e a distância dos filhos e dos netos; o machista e conquistador Bob (Michäel Pas) e o especialista em tecnologia da informação, Kevin (Gilles De Schryver), que ainda está definindo sua identidade sexual.

Sua chegada não é bem recebida pelos novos colegas. Pouco se importando com a opinião daqueles que a cercam, Hannah realiza seu trabalho. Em meio a erros e acertos, ela vai conquistando o respeito dos demais.

No elenco também estão Ben Segers, como o Comissário Mark Vermaelen; Leve Goossens, como Robert Maes, juiz e pai de Hannah; Geert Van Rampelberg, como Koen Verberk, fotógrafo e vizinho de Hannah; e Clara Cleymans, como a ambiciosa Vicky Renders, responsável pelos Assuntos Internos, que providenciou a transferência de Hannah.

A série gerou a produção de um filme com o mesmo título lançado em outubro de 2011, com direção de Jakob Verbruggen. A produção de Code 37 é da Menuet Producties, exibida em seu país pelo canal VTM.

Acompanhem as estreias de séries, minisséries e temporadas na Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos e Inglaterra pelo nosso Calendário.

Cliquem na foto par ampliar.

Abaixo, trailer do filme:

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Gisele

    Assisti a primeira e a segunda temporada 2 vezes e agora to na terceira. Posso dizer que é uma das minhas séries favoritas e que dá banho em algumas séries americanas famosas.
    Uma pena que a maioria das pessoas não liga para séries feitas em outro país que não seja os Estados Unidos. Séries britânicas, dinamarquesas e suecas são maravilhosas e sou muita grata ao canal +gsat por transmitir séries de diferentes países.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Luthero Maynard

    Excelente série, a Globosat está de parabéns. Fernanda Furquim está certa ao lembrar que Código 37 lembra Prime Suspect e The Closer. As séries europeias são ótimas para o público tomar conhecimento de uma outra visão dos problemas policiais, mais embasada nas raízes sociais. O que, em absoluto, não desqualifica as séries americanas, excelentes de modo geral. Mas é pena que não tenhamos visto todas as temporadas de Prime Suspect – e não encontrei em vídeo com legendas em português.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Edna Moraes

    Adorei esta série e perdi alguns episódios por conta do horário e muitas vezes a emissora atrasava a exibição.Verifiquei que existe no NOW (um canal da NET )onde ficam armazenados alguns filmes, documentários e até seriados.Esta séria podia ser reproduzida neste canal.Assim posso acompanhar a série desde o início, na hora que eu quiser.Fica a dica.

    Curtir

  4. Comentado por:

    Maria Cristina Pavão

    Excelente série de um enorme realismo. Gostei muito. Gostava de saber o nome da canção e quem a canta, que aparece por vezes no final e tem por refrão “come and lay down by my side…”
    Seria bom continuar a ter séries europeias deste nível.
    Cristina Pavão

    Curtir