SUBJORNALISMO, PESQUISISMO E VERGONHA: O COMBINADO É QUE A CANDIDATURA DE SERRA SERIA ASSASSINADA ONTEM. DEU ERRADO! ELE AINDA PODERIA VENCER NO PRIMEIRO TURNO!!!

Os SEDIZENTES analistas políticos dedicam-se a um verdadeiro espetáculo de tolices, desculpas esfarrapadas, teorias tiradas do bolso do colete — se ainda se usasse colete — para justificar a frustração com a recuperação de José Serra no Datafolha. Segundo pesquisa divulgada ontem, ele tem 36% das intenções de votos, contra 27% de Dilma. Ela oscilou […]

Os SEDIZENTES analistas políticos dedicam-se a um verdadeiro espetáculo de tolices, desculpas esfarrapadas, teorias tiradas do bolso do colete — se ainda se usasse colete — para justificar a frustração com a recuperação de José Serra no Datafolha. Segundo pesquisa divulgada ontem, ele tem 36% das intenções de votos, contra 27% de Dilma. Ela oscilou um ponto para baixo, e ele cresceu 4 em relação à pesquisa de um mês atrás. A diferença, que era de quatro pontos, agora é de 9. No segundo turno, ele saltou de 45% para 48%, e ela oscilou dois pontos para baixo: de 41% para 39%.

O jornalismo online dos grandes veículos — VÊNIA MÁXIMA, CONFUNDEM-SE ÀS VEZES COM SITE PETISTAS, QUANDO NÃO SÃO  TERRA DE NINGUÉM  — ainda não conseguiu “repercutir”, como dizem, a notícia adequadamente. HÁ, NA PRÁTICA, UM GRANDE ESFORÇO PARA ESCONDÊ-LA.  Atenção! No cenário em que Ciro não disputa, Serra obtém 40% dos votos, contra 30% de Dilma e 10% de Marina. Como observei ontem, isso significa que ele poderia vencer a disputa no primeiro turno — está na margem de erro. IMAGINEM SE A PESQUISA DATAFOLHA ESTIVESSE INDICANDO A POSSIBILIDADE DE DILMA VENCER A DISPUTA NO PRIMEIRO TURNO…

Aliás, imaginem o que estaria em curso se tivesse acontecido, como os SEDIZENTES esperavam, o tal “X” (lê-se “xis” mesmo…), e Dilma tivesse agora uma porcentagem maior do que a de Serra, ainda que dentro da margem de erro…

Não quero aqui ficar especulando sobre intenções. Escrevo sobre uma esfera de expectativas: eu não tenho dúvida de que o Datafolha saiu às ruas anteontem e ontem para PARA LIQUIDAR A FATURA. Assim como captou o nada surpreendente crescimento de Dilma logo depois de ela se sagrar a candidata no Congresso do PT, o resultado “combinado” do levantamento de agora deveria evidenciar a morte da candidatura Serra.

“Resultado combinado”? Não! Não estou dizendo que o Datafolha manipula seus números ou é subordinado ao PT.  Estou dizendo que os pesquisólogos haviam “combinado” entre si, na sua “teorética” furada, que a inversão se daria neste ponto. Só que política, como se tem insistido aqui, é um pouco mais do que isso.

COMO DIGO SEMPRE, NÃO BRIGO COM PESQUISAS, MAS BRIGO COM PESQUISÓLOGOS. Se o método for honesto, números são números. MAS ME DIGAM: O QUE CONFERE AUTORIDADE INTELECTUAL E PROFISSIONAL PARA LEVANTADORES DE DADOS SE TRANSFORMAREM EM ORÁCULOS DA POLÍTICA? Oráculo? O que dizer a cada um deles senão a mais famosa sentença oracular: “Conhece-te a ti mesmo!!!” E isso significa ter noção dos próprios limites.

TENHO MEUS GOSTOS E ESCOLHAS, CONHECIDOS PELOS LEITORES — JAMAIS ME POSICIONO COMO O JUIZ NEUTRO —, mas procuro jamais trapacear na argumentação. Admiro a prática dos sofistas, dos retóricos, mas prefiro a “ironia socrática”, buscando a verdade com algumas perguntas na esperança de que os interlocutores e eu mesmo tenhamos noção do quanto ainda ignoramos. Aquele papo, sacam, do “só sei que nada sei”? Sócrates, que era Sócrates, era mais comedido…

Meus textos estão em arquivo. Podem ser revisitados a qualquer tempo. O que tenho lastimado na cobertura jornalística é a formidável capacidade de o PT engravidar o jornalismo pelo ouvido. Trata-se de um verdadeiro escândalo intelectual: a “virada” de Dilma era de tal modo dada como certa que alguns se vêem tentados a ler o resultado da pesquisa Datafolha pela perspectiva da negação, não da afirmação — vale dizer: Dilma NÃO ultrapassou Serra.

Por enquanto, o povo insiste em negar o que  estabelece a teoria dos SEDIZENTES. Mais um pouco, e haverá pesquisólogo bravo com os eleitores: “Eles estão nos traindo”.

EU NÃO SEI QUEM VAI GANHAR A ELEIÇÃO. O QUE EU SEI É QUE ESSE MODELO DE PESQUISISMO FOI PARA O BREJO. OS RESPONSÁVEIS PELOS INSTITUTOS DE PESQUISA DEVERIAM SE IMPOR UM SILÊNCIO OBSEQUIOSO. DEVERIAM SER COMO DEVERIAM SER (!!!) OS JUÍZES E SÓ FALAR NOS AUTOS. NO CASO, OS SEUS AUTOS SÃO OS NÚMEROS.

A melhor análise que um “pesquisólogo” pode fazer ainda é está: “Fulano tem x%, e Beltrana, y%. O resto não é comigo”.

Quanto aos sedizentes do jornalismo, seus chefes e patrões deveriam fazer com eles o que exigem que o poder público faça com os incompetentes: “Errou, dançou!” Acho bacana a ecologia que garante, numa atividade intelectual, a sobrevivência dos mais… inteligentes! Se isso parecer duro demais, talvez baste um pito à moda antiga: “Tenham vergonha na cara e parem de fazer campanha”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s