PF vai abrir inquérito para apurar remessa de dinheiro para ex-amante de FHC

Três delações premiadas — Nestor Cerveró, Fernando Baiano e Salim Schahin — colocam Lula no centro de uma operação que perdoou uma dívida de R$ 60 milhões que o PT tinha com Banco Schahin em troca de um acordo parta o grupo operar um navio-sonda da Petrobras. Valor do contrato: US$ 1,6 bilhão

Os petralhas, na sua infinita sanha mistificadora, inventaram a farsa de que a imprensa protege FHC e os tucanos. Mesmo agora, com o PT no 14º ano de poder, insistem em que o partido está sendo perseguido pela Polícia Federal e pelo Ministério Público. Pois é…

A Folha informa que a Polícia Federal decidiu abrir nesta sexta um inquérito para apurar se FHC praticou crime de evasão de divisas, entre 2002 e 2006, no envio de uma pensão mensal a Miriam Dutra, que foi sua amante. No curso do relacionamento, ela teve um filho. Em 2009, FHC reconheceu a paternidade. Em 2011, dois exames de DNA demonstraram que ele não era pai do rapaz.

Miriam disse em entrevista que FHC custeou a pensão com seus próprios recursos, mas recorreu a uma empresa para transferir o dinheiro ao exterior: a Brasif. Miriam disse ter assinado um contrato de fachada para justificar o dinheiro. FHC e a empresa negam.

Muito bem! A PF quer abrir inquérito? Que abra! FHC era presidente da República à época? Era. Pode haver alguma dimensão pública nisso? À primeira vista, não parece, mas que se proceda à investigação.

Mas será que a imprensa e a PF protegem mesmo os tucanos? Vamos ver. Três delações premiadas — Nestor Cerveró, Fernando Baiano e Salim Schahin — colocam Lula no centro de uma operação que perdoou uma dívida de R$ 60 milhões que o PT tinha com o Banco Schahin em troca de um acordo para o grupo operar um navio-sonda da Petrobras. Valor do contrato: US$ 1,6 bilhão. José Carlos Bumlai, amigão de Lula, admitiu ser laranja na operação.

Pois é… Vocês sabiam que não existe nem mesmo um inquérito para apurar a atuação de Lula num caso dessa magnitude? Agora sabemos que há um para apurar a atuação de FHC num caso que tem todos os sinais de que ficou na esfera privada.

Quem protege quem mesmo?

Bem, José Eduardo Cardozo, ministro da Justiça, havia prometido aos petistas que faria alguma coisa…

O caso já havia morrido por insustentável. Era preciso revigorá-lo para ver se isso ajuda o PT a sair da lama.

Não vai adiantar.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s