Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O POVO DE HONDURAS QUE OBAMA, LULA E A CNN NÃO VÊEM

httpv://www.youtube.com/watch?v=Rze7UpC4pwQ Alguns bolivarinos hondurenhos prometeram uma greve geral cobrando a volta do golpista Manuel Zelaya ao poder. A greve não vai acontecer. Também anunciaram ao mundo — esse mundo que aparece na CNN — que haviam feito um protesto reunindo… 10 mil pessoas. Eles não têm nem mesmo uma foto para mostrar. O que há […]

httpv://www.youtube.com/watch?v=Rze7UpC4pwQ

Alguns bolivarinos hondurenhos prometeram uma greve geral cobrando a volta do golpista Manuel Zelaya ao poder. A greve não vai acontecer. Também anunciaram ao mundo — esse mundo que aparece na CNN — que haviam feito um protesto reunindo… 10 mil pessoas. Eles não têm nem mesmo uma foto para mostrar. O que há de real em Honduras é o que vocês vêem no vídeo acima, acessado, até agora, apenas 95 vezes. Divulguem-no. A verdade está aí. Milhares de pessoas estão em praça pública dando vivas à democracia e com adesivos em defesa, vejam só!, da Constituição. A Constituição que aquele delinqüente queria transgredir e que, curiosamente, promete violar se voltar ao poder. O que se vê acima tem a feição de um golpe?

Hoje, Zelaya se encontra com Barack Obama, que exige a sua volta ao poder. Deve estar feliz por, finalmente, igualar a sua agenda à de Hugo Chávez. O papelão da Assembléia Geral da ONU, sob o comando de um outro apoiador de tiranetes, Miguel D’Escoto, também ficou evidente. O absurdo é tal, que Zelaya promete desembarcar nesta quinta em Tegucigalpa com interventores. Entre eles, estariam Cristina Kirchner — que certamente não conseguiria andar sem forte esquema de segurança em qualquer rua de Buenos Aires — e Rafael Correa.

Sim, senhores! Eis a nova ordem de Obama. Escrevi aqui no primeiro dia: é aquele que ronrona para a Coréia do Norte e para o Irã, mas fala grosso com os democratas de Honduras — sim, os democratas de Honduras, os que estavam e estão defendendo a Constituição. Na imprensa mundial (!!!), só Tio Rei e Mary Anastasia O’Grady, colunista do Wall Street Journal, dizem o óbvio? Pois é. E eu com a Light? O Sol não giraria em torno da Terra ainda que essa fosse a crença generalizada. Eu já publiquei várias vezes o link da Constituição de Honduras. Faço-o de novo (aqui). Já demonstrei todos os artigos que Zelaya transgrediu e por que a sua deposição foi constitucional.

O país tem uma Carta que, visivelmente, pretende enterrar a memória da ditadura, impedindo o continuísmo. Como já publiquei aqui, o artigo 239 é explícito:
“O cidadão que tenha desempenhado a titularidade do Poder Executivo não poderá ser presidente ou indicado. Quem transgredir essa disposição ou propuser a sua reforma, assim como aqueles que o apoiarem direta ou indiretamente, perderão imediatamente seus respectivos cargos e ficarão inabilitados por dez anos para o exercício de qualquer função pública”. Mas não só ele. Vejam o que diz o 42:
“La calidad de ciudadano se pierde (…) por incitar, promover o apoyar el continuismo o la reelección del Presidente de la República”. Dá para ser mais claro?

Ocorre que vivemos um tempo sensível ao populismo virulento, com o, vá lá, comando do Ocidente nas mãos de um demagogo midiático. Ninguém precisa inferir que Zelaya estava dando um golpe. O vídeo que está no post acima traz a sua confissão, numa entrevista concedida à Televisíon VTV, a emissora de… Hugo Chávez.

Barack Obama, agora um suporte de tiranetes bolivarianos, percebeu que tem a chance de posar para o mundo como grande defensor da democracia — ainda que, no caso de Honduras, uma “democracia contra o povo”, já que está claro que a maioria dos hondurenhos não quer a volta de Zelaya. Mas Obama, o demagogo midiático, é fiel a quem o fez ser uma alternativa real de poder: ONGs, imprensa, minorias organizadas etc. E essa gente gosta de ditaduras populares.

E que se note: não é porque o povo quer Zelaya fora que acho que ele tem de ficar fora. Mas porque ele violou a Constituição democrática de seu país. “Por que não o processo de impeachment?”, perguntam. Porque a Constituição de Honduras não é a do Brasil. A deles prevê a deposição, com anuência da Corte de Justiça, para quem viola a Carta. E ele violou. Lula, que não considera Khadafi um ditador e vai receber salamaleques do tirano, diz, no entanto, que Zelaya tem de voltar em nome da democracia. É o chamado raciocínio iluminado pelas trevas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s