Deputado do PTB confirma que Jefferson alertou Lula sobre mensalão

Na Folha Online: O deputado federal Alex Canziani (PTB-PR) também reforçou em depoimento à Justiça Federal nesta quinta-feira que a bancada do PTB na Câmara tomou conhecimento do mensalão antes da divulgação do esquema pela imprensa. A existência do suposto esquema foi revelado por Roberto Jefferson –presidente do partido e deputado federal cassado — para […]

Na Folha Online:
O deputado federal Alex Canziani (PTB-PR) também reforçou em depoimento à Justiça Federal nesta quinta-feira que a bancada do PTB na Câmara tomou conhecimento do mensalão antes da divulgação do esquema pela imprensa. A existência do suposto esquema foi revelado por Roberto Jefferson –presidente do partido e deputado federal cassado — para Renata Lo Prete, editora do “Painel” da Folha.

Canziani, que foi ouvido como testemunha, sustentou que Roberto Jefferson –presidente do partido e deputado federal cassado– disse em encontro dos parlamentares do PTB que avisou o presidente Lula de que havia uma compensação financeira para que os deputados apoiassem as votações de interesse do Executivo no Congresso, como as reformas da previdência e tributária.

“Houve uma reunião da bancada. Antes já se falava isso no Congresso de que algumas bancadas recebiam dinheiro em troca da aprovação de projetos. Ele [Jefferson] comentou que teria falado com o presidente Lula sobre essa questão, que estaria havendo no Congresso a troca de votos por pagamento. Ele [Roberto Jefferson] disse que não iria aceitar [a compra de votos]”, disse.

O deputado disse ainda que a orientação do partido era para que a questão de recursos financeiros fossem tratada diretamente com Jefferson e não com o ex-primeiro-secretário do PTB, Emerson Palmieri os dois são réus no processo do mensalão.

“Em relação a recursos [financeiros] não se falava com ele. Se falava com o tesoureiro ou com o presidente [Roberto Jefferson]”, disse.

Na segunda-feira, o ministro do TCU (Tribunal de Contas da União) José Múcio Monteiro afirmou que o PTB “em hipótese nenhuma” participou do mensalão. Ex-coordenador político do governo Lula e ex-líder do partido na época do escândalo, Múcio disse que a parceria entre o PTB e o governo não envolveu vantagem financeira em troca de apoio durante as votações no Congresso. A denúncia do mensalão partiu do presidente do PTB, deputado cassado Roberto Jefferson.

Segundo Múcio, PT e PTB tiveram um encontro, mas só trataram de recursos quando discutiram alianças para as eleições de 2004. O ministro confirmou que participou de um encontro, em 2003, entre petistas e petebistas no qual ficou acertado um auxílio do PT de R$ 20 milhões para o PTB aplicar na disputa municipal.

“Foi um almoço na sede do PT, onde alguém perguntou ‘quanto vocês acham que precisam para bancar a eleição [municipal]’. A orientação do partido era de que quanto mais aliados estivéssemos ao PT, melhor estaríamos. [O PT] trabalharia para que o acordo fosse mantido. A ideia era que fizéssemos uma parceria para a próxima eleição. Precisávamos de parceria, precisávamos de dinheiro para que a campanha fosse tocada”, disse.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s