Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Compra de MPs continuou mesmo depois da Lava Jato, diz Odebrecht

Depoimentos mostram que trabalho do grupo se voltava para influenciar a elaboração de normas ligadas à tributação e à renegociação de dívidas com o governo

Na Folha:

Em depoimentos ao Ministério Público, ex-executivos da Odebrecht afirmaram que, de 2005 a 2015, a empresa pagou propina, fez contribuições oficiais ou doou por meio de caixa dois para tentar influenciar o destino de pelo menos 20 atos do Legislativo e do Executivo, em sua maioria a edição e a aprovação de medidas provisórias.

Os últimos acertos relatados pela empresa ocorreram quando a Operação Lava Jato já estava em andamento –trata-se da medida provisória 677 de 2015, que prorrogou contratos de energia de grandes indústrias no Nordeste.

Claudio Melo Filho, ex-diretor da empresa, diz que contribuições para o governador de Alagoas, Renan Filho (PMDB), na campanha de 2014, eram, em parte, “contrapartida para o forte apoio [de seu pai, o senador Renan Calheiros] à renovação dos contratos de energia, que culminou na edição” do texto.

Ele relata ter tido reunião na residência oficial da presidência do Senado durante o trâmite da medida provisória “para reforçar a importância do tema para a empresa”.

O exame dos depoimentos mostra que o trabalho do grupo se voltava principalmente para influenciar a elaboração de normas ligadas à tributação e à renegociação de dívidas com o governo.

Os movimentos da companhia eram articulados por uma dobradinha: Marcelo Odebrecht mantinha interlocução com o Executivo, e Melo Filho, com o Congresso.

Os principais contatos do grupo no período eram os ex-ministros da Fazenda Guido Mantega e Antonio Palocci.
(…)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Inides Bonelar da Fonseca

    Xi…, o negócio tá feio mesmo! Quanto mais roupa suja se lava, mais roupa suja aparece para ser ensaboada! Previ que muita coisa estava por vir, mas não imaginei que seria tanto. Extrapolou minha previsão. Terei que rever meus conceitos para analisar corrupção. Vou fazer reciclagem dos meus conhecimentos. No Brasil é preciso ser bacharel no assunto. O volume é tão grande que não coube nos meus cálculos. Minha calculadora só tem 8 dígitos. Vou precisar uma de 12 ou mais dígitos.

    Curtir

  2. MEDIDAS PROVISÓRIAS VENDIDAS A QUILO; PROJETOS PAGOS EM ”CASH”, dão a dimensão de que os Juros não baixam, os Impostos são tão escorchantes para alguns seguimentos da sociedade econômica e suaves para outros..
    Partindo de cima para baixo na Escala Social; EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO aos chefes das milícias, do tráfico de drogas, dos morros às Prostitutas, em todo o seguimento da Vida Nacional há uma conta, um troco e por que não dizer uma sacanagem..Estamos sendo liquidados…

    Curtir