Ditadura? Que ditadura?

O que caracteriza a ação de um ministro dos Direitos Humanos é (ou deveria ser)… a defesa dos direitos humanos. A afirmação, acaciana, é obrigatória quando se lê o que disse ontem Maria do Rosário, a dita ministra dos Direitos Humanos de Dilma: – A marca de Cuba não é a violação dos direitos humanos, […]

Maria do Rosário: uma ministra alegre

O que caracteriza a ação de um ministro dos Direitos Humanos é (ou deveria ser)… a defesa dos direitos humanos. A afirmação, acaciana, é obrigatória quando se lê o que disse ontem Maria do Rosário, a dita ministra dos Direitos Humanos de Dilma:

– A marca de Cuba não é a violação dos direitos humanos, e, sim, ter sofrido uma violação histórica, o embargo americano.

Nem a morte de um dissidente na cadeia na semana passada, nem as dificuldades da blogueira Yoani Sanchez para deixar a ilha, nem o partido único, nem a falta de liberdade de expressão,  parecem sensibilizar Maria do Rosário.

Pelo visto, se coubesse à Maria do Rosário escolher integrantes de uma hipotética Comissão da Verdade em Cuba,  ela seria composta somente pelos integrantes da ditadura dos irmãos Castro.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s