7 lugares turísticos que guardam segredos assustadores

Já imaginou que enquanto faz turismo em NY você pode estar andando sobre ossos? Se hospedaria num hotel construído num campo de guerra?

Sabe aquele ditado “por fora, bela viola, por dentro, pão bolorento”? Sabia que ele se aplica a várias atrações turísticas espalhadas pelo mundo?

Lugares que a gente hoje visita e acha incríveis, mas que já foram cenários de fatos horripilantes. Ou simplesmente que escondem segredos que a gente preferia não saber.

Se você tem estômago sensível, se impressiona com facilidade ou sofre de problemas cardíacos, pare de ler por aqui (Brincadeira!!! Só estava querendo criar um clima de terror).

Sei que não estamos na época do Halloween, mas que tal saber de alguns fatos inusitados _e assustadores_ sobre algumas atrações turísticas espalhadas pelo mundo?

1. Cinzas na Disney

Lugar mais feliz da Terra? Sim, a Disney até pode ser. Mas você sabia que o parque de diversões mais famoso do mundo sofre para evitar que pessoas joguem as cinzas de seus entes queridos em suas atrações? Pois é… em 2007 uma mulher foi pega fazendo exatamente isso nas águas do brinquedo Piratas do Caribe. Na hora houve um alerta de segurança pois pensou-se que pudesse ser um ataque químico. Outras pessoas já foram flagradas fazendo o mesmo na Mansão Assombrada. Apesar de a Disney negar que isso ocorra, o jornal LA Times publicou uma matéria em que vários funcionários dos parques confirmam que isso acontece com uma certa rotina…

 

2. Aranhas no museu

Uma das principais atrações turísticas da Finlândia, o Museu de História Natural em Helsinque é também casa para uma colônia gigante de aranhas venenosas. Conhecidas como aranhas-marrom, elas normalmente são encontradas na América do Sul, mas chegaram ao museu por volta dos anos 60 em um carregamento de madeira. Quase imortais, as fêmeas destas aranhas podem viver até 755 dias sem comida ou água e botar até 2.250 ovos na vida. Apesar de a mordida ser super dolorida, elas não matam. E, a boa notícia é que em mais de 50 anos de história do museu, apenas um caso de turista mordido foi registrado…

 

3. Represa com corpos

Quem vê a beleza da represa de Fort Peck, em Montana, nos EUA, nem imagina que ao menos seis corpos estão incrustados em suas paredes. Explico. Em 22 de setembro de 1938 a represa foi cenário de um desastre. Depois de funcionários perceberem que sua estrutura havia se movido, engenheiros chegaram para inspecionar o local quando a represa se rompeu. Mais de quatro bilhões de litros de água, lama e concreto se espalharam pelo rio Missouri e, dos oito homens que estavam no local, apenas dois corpos foram resgatados depois do desastre. A lama da tragédia foi reciclada e usada para reconstruir a represa, junto com os corpos desaparecidos…

 

4. Ossos em Nova York

Quando falamos em escravidão nos EUA, geralmente associamos aos estados do sul e esquecemos que esta foi uma realidade também no norte do país, como em Nova York, por exemplo. Poucos sabem que ao caminhar na Chambers Street, em Manhattan, estão caminhando sobre as ossadas de cerca de 20 mil escravos africanos. Naquela época, a rua demarcava o limite da cidade e como os escravos não podiam ser enterrados em Nova York, eles eram jogados em valas ali mesmo. Em 1990, uma escavação no local achou 419 corpos enterrados. Depois disso, um monumento foi erguido na rua, mas milhares de corpos continuam enterrados lá.

5. Parede de esqueletos em Londres

Quem anda de metrô em Londres nem sempre se dá conta de onde os trens estão passando. Em uma cidade com tanta história e que já passou por pragas, invasões e afins, uma parede de esqueletos surpreendeu os engenheiros durante a construção do famoso Tube londrino. Da próxima vez que você andar na Picadilly line, em direção a South Kensington, repare que o trem faz uma pequena curva antes de ficar em linha reta novamente. Isso porque, durante a construção do metrô, os operários se depararam com uma parede de ossos do século 17 bem abaixo do Hyde Park. Os esqueletos estavam enterrados de uma forma tão compacta que foi impossível continuar as escavações e a linha teve de ser ligeiramente desviada.

 

6. Resort em campo de guerra

Para quem não sabe de seu passado, o resort Lagoon’s Edge, no Sri Lanka pode parecer um lugar tranquilo para passar as férias e aproveitar as belezas naturais da lagoa Nanthikadal. Mas saiba que ele foi construído no local da última batalha da sangrenta guerra civil local, que durou 26 anos e opunha o governo e os “Tigres do Tâmil”, uma organização armada separatista. A ONU estima que 40 mil pessoas tenham morrido nas últimas semanas da guerra. O pior de tudo é que o hotel foi construído logo depois do fim da guerra, em 2009. Ele abriu em 2012…

 

7. Prisioneiros em São Francisco

Todo mundo sabe que Alcatrraz é a prisão mais famosa de São Francisco. Pouca gente sabe que a hoje turística e super agitada Chinatown também já serviu como uma espécie de prisão no século passado. Em 1900, a cidade foi infestada pela praga bubônica, trazida por ratos infectados em um navio. Depois que um vendedor de madeiras chinês morreu pela doença, autoridades locais chegaram à conclusão que a culpa era dos chineses e resolveram colocar Chinatown em quarentena. Os não-chineses que moravam na região foram tirados do local e os chineses obrigados a permanecer ali, já que acreditava-se que eles eram mais sucetíveis à praga. Para diminuir o terror, os habitantes começaram a esconder seus mortos no local. Cinco anos depois, apenas 100 mortes haviam sido registradas. Com o terremoto de 1906, que fez com que os ratos infectados se espalhassem por toda a cidade, o governo não teve opção a não ser acabar com o isolamento.

E você, qual o segredo mais bizarro de um lugar turístico que você conhece?

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s