Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

João Doria doou R$ 50.000 a Rodrigo Rocha Loures em 2014

Prefeito e o emissário de Michel Temer para assuntos da JBS no governo mantinham relação que ia além de fotos

O prefeito de São Paulo, João Doria Jr. (PSDB), e o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) mantinham uma relação que ia além da foto acima, em que os dois aparecem abraçados fraternalmente em um evento do Lide, clube de empresários fundado por Doria, e da viagem de Rocha Loures a Nova York na semana passada, onde participou de seminários com o prefeito paulistano. Antes de entrar na vida política, João Doria se importava com o sucesso eleitoral do parlamentar.

Prova da deferência do hoje tucano ao peemedebista é a doação de 50.000 reais feita por Doria à campanha de deputado federal de Rodrigo Rocha Loures em 2014. Declarada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a doação foi feita via transferência eletrônica no dia 29 de agosto de 2014 (veja imagem abaixo, com destaque em vermelho).

Encarregado pelo presidente Michel Temer de tratar dos interesses da JBS no governo e flagrado pela Polícia Federal carregando uma mala com 500.000 reais entregue por um executivo da empresa, Rocha Loures foi eleito naquele ano suplente de deputado federal. O titular da cadeira na Câmara é o ministro da Justiça, Osmar Serraglio (PMDB-PR).

Além dos 50.000 reais a Rodrigo Rocha Loures, Doria fez uma doação de 200.000 reais ao então candidato do PMDB ao governo de São Paulo, Paulo Skaf, adversário do padrinho político do tucano, Geraldo Alckmin, e outra, de 10.000 reais, à campanha do Secretário estadual de Desenvolvimento Social de São Paulo, Floriano Pesaro (PSDB), a deputado federal.

A assessoria de imprensa do prefeito João Doria afirma que “não há deferência nenhuma. O candidato estava em campanha e o prefeito fez uma doação legal, do seu próprio bolso. Naquele momento, o deputado Rocha Loures era um deputado, inclusive, com relações no meio empresarial. Ele não fazia parte da comitiva do prefeito que viajou a Nova York, até porque o prefeito não viaja em comitiva. O prefeito foi convidado a alguns eventos aos quais Rocha Loures também foi. João Doria doou 50.000 reais a um candidato de suas relações e sobre o qual, naquele momento, nada pesava”.

(Reprodução/Reprodução)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Não é ilegal, mas imoral. João Dólar, digo, João Collor não engana ninguém, só o povo de SP mesmo pra cair numa dessas.

    Curtir