Pronto: já querem proibir as facas

Fernando Molica informa, no jornal O Dia: “Um dia depois da morte do médico Jaime Gold, esfaqueado na Lagoa, o líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Leonardo Picciani (RJ) decidiu desarquivar um projeto de 2004 que proíbe o porte de armas brancas nas ruas. A boa relação de Picciani com Eduardo Cunha, presidente da […]

Fernando Molica informa, no jornal O Dia:

“Um dia depois da morte do médico Jaime Gold, esfaqueado na Lagoa, o líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Leonardo Picciani (RJ) decidiu desarquivar um projeto de 2004 que proíbe o porte de armas brancas nas ruas. A boa relação de Picciani com Eduardo Cunha, presidente da Câmara, deve fazer com que a proposta, do deputado Lincoln Portela (PR-MG), tramite com rapidez.

A sugestão para desarquivamento do projeto foi feita pela deputada estadual Marta Rocha (PDS), ex-chefe da Polícia Civil.”

Comento:

Roubar alguém é proibido. No entanto, o bandido roubou a bicicleta de Gold.

Esfaquear alguém é proibido. No entanto, o bandido esfaqueou Gold.

Matar alguém é proibido. No entanto, o bandido matou Gold.

Surpresa! Bandidos não obedecem à lei.

A proibição do porte de armas brancas, no entanto, garante aos bandidos que o cidadão de bem, cumpridor da lei, estará sem facas para se defender quando eles quiserem roubá-lo, esfaqueá-lo e matá-lo.

Parabéns, deputados. Tem tudo para dar certo.

Dedo cortado

Entregador de 25 anos roubado ontem na altura da Praça Tiradentes, no Centro, mostra o polegar ferido pela faca do bandido Rodrigo Feliciano Raimundo, de 27, que felizmente acabou preso. No Rio, corte no dedo é lucro

Felipe Moura Brasil ⎯ http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil

Siga no Twitter, no Facebook e na Fan Page.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    Gustavo

    Daqui a pouco, será proibido ser casado(a), pois você poderá ser um perpetrador da violência doméstica.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Edson Fidelis

    Infelizmente os nossos políticos com a sua total “IDIOCRACIA” quer proibir o porte de armas brancas. O estado dotado de uma grande incapacidade em coibir os criminosos e defender a população acha mais fácil em proibir do que resolver o problema real.
    “Bem do tipo vamos curar a dor de cabeça cortando a cabeça”
    A incapacidade e o desconhecimento em como realizar de fato a proteção à população achando, mais fácil desarmar o contribuinte do que coibir a ação criminosa. Isto deve ser uma grande piada de mal em gosto achar que um marginal esta preocupado em saber que é proibido portar quaisquer armas.
    Quando se proibiu o porte de armas de fogo os crimes tiveram, ou melhor, tem tido uma escalada vertiginosa para cima, o latrocínio nunca diminui, os vagabundos agradecem aos politico em tirar a total capacidade de defesa do cidadão, onde ele pode atuar com total segurança para cometer os seus crimes e delitos.
    Logo mais a dona de casa para comprar uma faca de cozinha vai ter que pedir autorização para comprar.
    Infelizmente este vereador é um total “NEOFITO” na área de segurança, realmente em vez de se preocupar com outras coisas, quer aproveitar o gancho do assunto para se promover.
    Guardem bem o nome deste Vereador Masataka Ota.
    E por ultimo você sabe quem é este Vereador?
    Este vereador é o pai de Ives Ota o menino que foi sequestrado e morto pelos sequestradores, este vereador foi um dos que lutaram pelo estatuto do desarmamento e coibir o porte de arma de fogo do cidadão de bem.
    Ele é mais um que culpa a morte do filho por conta de uma arma, “armas não matam pessoas, são pessoas é quem matam pessoas”!
    Um breve resumo o sequestrador foi um mau policial contratado por ele para realizar a segurança em seu mercado, infelizmente ele escolheu um policial que maculou a corporação, realizando o sequestro e o assassinato do filho dele.
    Agora eu pergunto quem é o culpado a arma o policial criminoso que idealizou o sequestro e morte do menino, ou o pai que o contratou?
    Se o pai deste menino não tivesse colocado dentro do se estabelecimento e de suas dependências isto teria acontecido?
    Outra duvida será que foi contratado por questão de economia, contratou este tipo de segurança por ser mais barato? Ele tinha referencias deste policial?
    Agora uma ressalva “SEGURANÇA EFETUADA POR POLICIAIS CIVIS E MILITARES”: É, também, proibida a prestação de serviços de vigilância/segurança efetuada por Policiais Civis e/ou Militares.
    É lei Federal e fiscalizada pela DELESP.
    Como uma pessoa que não tem noção de segurança quer promover a segurança da população de uma cidade como São Paulo.

    Curtir