Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

#SanatórioGeral: Neurônio com fuso (18)

Dilma Rousseff mostra o que acontece com o neurônio solitário quando muda de fuso horário

“Não acho que perdoar golpista é perdoar o PMDB e o PSDB. Acho que perdoar golpista é perdoar aquela pessoa que bateu panela achando que estava salvando o Brasil, e que depois se deu conta de que não estava.” (Dilma Rousseff durante uma entrevista para a rede de notícias DW, em Berlim, ao explicar em dilmês primitivo que perdoar golpista não é o mesmo que perdoar golpista, provando que o neurônio fica um pouco mais solitário quando muda de fuso horário)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Lúcio Jacomini

    Perfeito.
    Agora para coroar sua trajetória política,falta receber alguns títulos de doutor(a) honoris causa,para não ficar por baixo de seu “inventor”.
    Haja óleo de peroba!

    Curtir

  2. Mardônio Melo

    Neurônio solitária é um eufemismo que o polido Augusto Nunes deu para explicar o RETARDAMENTO MENTAL dessa senhora.

    Curtir

  3. Carla L.S. Lieberman

    Dilma perdoou uma pessoa só, que ela chama de “aquela” (aparentemente, uma tonta que achava que salvaria o Brasil). Ou seja, Dilma ainda não perdoou a gente. Ê mulherzinha rancorosa!

    Curtir

  4. Sonia Fausta Tavares Monteiro

    Fuso horário é um problema para muita gente; mas no caso de Dilma, parece que é mais grave: o já perturbado neurônio perde completamente a identidade e leva a criatura às mais assombrosas inspirações, com nesse caso!

    Curtir