Mais de 1,5 milhão de brasileiros perderam o emprego em 2015. Nenhum é filiado ao PT

O companheiro Miguel Rossetto, ministro do Trabalho, admitiu nesta quinta-feira que, ao longo de 2015, mais de 1,5 milhão do que ele chama de “vagas formais” foram fechadas. É a maior onda de desemprego registrada desde 1992. Outro estrago colossal produzido pela crise econômica que a dupla Lula & Dilma pariu. Outra evidência dolorosa do […]

O companheiro Miguel Rossetto, ministro do Trabalho, admitiu nesta quinta-feira que, ao longo de 2015, mais de 1,5 milhão do que ele chama de “vagas formais” foram fechadas. É a maior onda de desemprego registrada desde 1992. Outro estrago colossal produzido pela crise econômica que a dupla Lula & Dilma pariu. Outra evidência dolorosa do naufrágio dos governos lulopetistas.

E o que disse Rossetto para abrandar a angústia dos trabalhadores atormentados pelo sumiço dessa imensidão de empregos com carteira assinada? Anotem: “Tivemos um ano de 2015 difícil, mas o mercado de trabalho do país manteve uma capacidade rápida de resposta a estímulos de demanda e um estoque formal forte e organizado de 39,6 milhões de empregos. Mantivemos as conquistas dos últimos anos”. Haja desfaçatez.

A serenidade obscena de Rossetto é explicada por uma constatação sonegada pela fábrica de estatísticas federais: não há um único e escasso militante do PT no oceano de demitidos nos últimos 12 meses. Nenhum. O Programa Desemprego Zero para a Companheirada é maior e muito mais eficaz que o Bolsa Família. Todos os devotos da seita têm salário garantido.Petista desempregado é uma espécie extinta.

Se o cinismo hediondo fosse incorporado aos crimes capitulados no Código Penal, a Esplanada dos Ministérios e o Palácio do Planalto seriam esvaziados assim que a lei entrasse em vigor. Os rossettos estariam matando a saudade dos vaccaris e dirceus. O Brasil ficaria melhor, mais respirável e muito menos cafajeste.

http://videos.abril.com.br/veja/id/6694304ddf2c71f9380d46626cd7126f?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    irs

    Os vagabundos do desgoverno petista, todos sabemos, não precisam trabalhar, ganham pra fazer baderna e servem pra atrapalhar a vidas dos brasileiros decentes trabalhadores, e agora desta vez, a bagunça é justificada por causa de 0,30 no aumento da condução, e não tem quebra quebra quando a presidenta determina um monte de aumentos absurdos atrapalhando a vida dos brasileiros?
    Será que os mesmos vagabundos vão protestar, contra o aumento da conta de luz que logo virá de mais de 80%?
    Nenhum petista fica desempregado, sem dinheiro, porque tem muito sobrando por todos os cantos, mas, é difícil a gente saber de onde vem, é só perguntar pro Lula.

    Curtir

  2. Comentado por:

    Ana

    Suely,
    para mim, é a nova formatação que impede a leitura.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Tarso

    A degradação moral na política com todas as consequências desastrosas, exaustivamente divulgadas, parece não ter mais fim, e o pior, é que se sabe, quem são os verdadeiros culpados, embora ” não existam PROVAS”, ou porque estejam bem guardadas ou destruídas, ou tenham sido compradas, ou ameaçadas.
    Como poderemos tirar o Brasil desse atoleiro ?

    Curtir