Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Pizza Hut se desculpa por parodiar greve de fome de palestinos

A empresa fez um post em sua página do Facebook brincando com Marwan Barghouti, líder do Fatah que secretamente quebrou sua greve de fome de três semanas

Por Da redação 10 Maio 2017, 12h48

A rede de restaurantes Pizza Hut se desculpou publicamente nesta quarta-feira pela iniciativa de sua franquia israelense, que utilizou a greve de fome dos prisioneiros palestinos para fazer uma campanha publicitária. A empresa fez um post em sua página do Facebook brincando com Marwan Barghouti, líder do Fatah, que dizia estar em greve de fome há três semanas, mas foi filmado comendo em sua cela.

A postagem utilizava as imagens da cela de Marwan Barghouti, divulgadas pelo governo israelense, com uma caixa de Pizza Hut inserida no chão. “Barghouti, se você tem que parar a greve, o melhor não seria fazer isso com uma pizza?”, diz a frase publicitária.

A peça publicitária foi amplamente compartilhada nas redes sociais nos últimos dias e muito criticada por ser “desumana”. A postagem já foi deletada da conta oficial da Pizza Hut em Israel no Facebook.

O post utiliza a greve de fome adotada no dia 17 de abril por centenas de palestinos detidos em prisões israelenses, convocada por Marwan Barghouthi, um dos principais expoentes da facção palestina Fatah, do presidente Mahmoud Abbas, que cumpre cinco penas de prisão perpétua em Israel. As autoridades israelenses divulgaram no domingo dois vídeos de Marwan Barghouti em sua cela, nos quais ele aparece comendo, quando supostamente deveria estar em greve de fome.

Um porta-voz da Pizza Hut International se desculpou em nome da empresa. “Este ato foi totalmente inapropriado e não reflete os valores de nossa marca”, disse em um comunicado enviado na noite de terça-feira à agência de notícias AFP. “A franquia no país em questão retirou” a publicação, disse. “Se alguém se sentiu ofendido, lamentamos sinceramente”, acrescentou.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês