Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Xará de frigorífico é confundida com empresa investigada

A empresa Peccin S/A que comercializa doces foi hostilizada por conta da sósia envolvida na Operação Carne Fraca

Assim que a Operação Carne Fraca foi deflagrada, a empresa de doces gaúcha Peccin S/A precisou se explicar em sua página oficial no Facebook para tranquilizar os clientes que a confundiram com o frigorífico Peccin, do Paraná. A operação investiga um esquema de corrupção envolvendo fiscais e frigoríficos.

Na publicação a empresa enfatiza que “não possui qualquer relação comercial ou societária com o frigorífico Peccin Agroindustrial S/A”.

 

Apesar da publicação, alguns internautas escreveram no perfil da Peccin S/A que não acreditavam que ela não tinha relação com o frigorífico investigado pela PF.

A empresa gaúcha pertence à família Pezzin, que há 60 anos fabrica produtos conhecidos do público, como os doces Tri Bala e o chocolate Trento, e está entre as seis maiores produtoras de doces do Brasil.

O frigorífico Peccin, que também atende pelo nome fantasia Italli Alimentos, fez uma tentativa de se desvincular da sósia no site da empresa. “A Peccin Agro Industrial esclarece que não tem qualquer vínculo comercial ou societário com a Peccin S/A, indústria gaúcha de doces e chocolates”.