Clique e assine a partir de 9,90/mês

Wen Jiabao afirma que estabilidade na Europa interessa à China

Por Peter Parks - 5 fev 2012, 15h17

A China tem interesse numa Europa estável, considerou o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, em declarações publicadas neste domingo, ao final de uma visita a Pequim da chanceler alemã, Angela Merkel.

“A Europa é o primeiro mercado para nossas exportações”, declarou Wen neste sábado em Guangzhou (sul), acrescentando que o continente europeu também é a principal fonte de tecnologia para a China.

“Ajudar a estabilizar este mercado, é um pouco como que ajudar a nós mesmos (…) precisamos de estabilidade nas nossas políticas de importação e exportação”, acrescentou.

Durante a visita de Angela Merkel, destinada a reforçar a confiança da China na Europa, Wen Jiabao havia destacado a “urgência para a Europa de solucionar a crise da dívida e informou que Pequim pretendia “aumentar a participação” nos fundos de socorro europeus.

A crise na Europa acarretou a degradação, pelas agências de classificação de riscos, das notas de inúmeros países e deixou a Grécia à beira da quebra.

Wen apelou a comunidade internacional a trabalhar pela região, que representa o primeiro mercado de exportação para a China.

“A China procura, através do Fundo Monetário Internacional, participar da resolução do problema da dívida europeia, via FESF e MES”, acrescentou Wen, em referência ao Fundo europeu de Estabilidade Financeira (FESF) e ao Mecanismo europeu de Estabilidade (MES), o fundo permanente que vai suceder ao anterior e que deve ser colocado em prática no mês de julho.

O país, a segunda economia mundial, preocupa-se com as consequências da crise na UE e exorta regularmente os dirigentes europeus a encontrar uma solução para o impasse.

Continua após a publicidade
Publicidade