Clique e assine a partir de 9,90/mês

Wall Street termina em alta pela terceira sessão consecutiva

Por Spencer Platt - 24 ago 2011, 18h24

A Bolsa de Nova York encerrou sua terceira sessão consecutiva em alta nesta quarta-feira, com investidores mantendo a expectativa por novas medidas a serem anunciadas pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos): o Dow Jones subiu 1,29% e o termômetro da tecnologia, Nasdaq, obteve alta de 0,88%.

Segundo cifras definitivas, o Dow Jones Industrial Average subiu 143,95 pontos, a 11.320,71, e o Nasdaq apresentou alta de 21,63 pontos, fechando a 2.467,69.

Já o índice ampliado Standard and Poor’s 500 obteve alta de 1,31% (15,25 pontos), a 1.177,60.

Os índices de Wall Street apresentaram uma jornada bastante volátil, mudando de orientação diversas vezes, mas ocupando o nível negativo apenas na última hora de operações.

Continua após a publicidade

“A realidade atual não tem nada de alentadora. O otimismo do mercado pode ser explicado pelo que pode surgir de Jackson Hole”, disse Lindsey Piegza, da FTN Financial, em alusão à cidade do oeste do país na qual o presidente do Fed, Ben Bernanke, pronunciará um discurso na sexta-feira.

No ano passado, o chefe do banco central havia indicado na mesma conferência que a instituição considerava lançar novas medidas para reativar a economia e os operadores esperam novos anúncios este ano devido ao frágil crescimento da economia apresentado no primeiro semestre e à forte turbulência financeira registrada no último mês.

“Todos estão à espera do discurso”, disse Piegza.

Segundo ele, caso Bernake não traga as tão esperadas novas medidas de socorro financeiro, ele terá que ser muito diplomático com o mercado para não provocar um caos ainda maior.

Continua após a publicidade

“Ele teria que dizer ao menos que as coisas não vão tão mal”, disse o analista.

Além da expectativa diante do discurso de Bernanke, o bom humor do mercado também foi estimulado pelo incremento das ordens de bens duráveis, que apresentaram alta de 4% em julho, impulsionadas principalmente pelo setor de transportes.

No mercado obrigatório, cujos rendimentos evoluem em sentido contrário aos seus preços, o rendimento do bônus do Tesouro com vencimento para 10 anos subiu a 2,260%, contra 2,137% na noite de terça-feira. Já os títulos com vencimento para 30 anos ficaram em 3,614%, contra 3,477% na véspera.

Publicidade