Clique e assine com até 92% de desconto

Wall Street fecha em queda

Por Da Redação 1 ago 2012, 19h15

Wall Street fechou em leve queda nesta quarta-feira, com investidores mostrando decepção com o Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), mesmo após boa parte do mercado ter antecipado a ausência de anúncios de novas medidas de estímulo. O Dow Jones perdeu 0,25% e o Nasdaq recuou 0,66%.

O Dow Jones Industrial Average perdeu 32,55 pontos, para 12.976,130 unidades, e o tecnológico Nasdaq recuou 19,31 pontos, para 2.920,21 unidades.

Já o índice ampliado Standard and Poor’s 500 perdeu 0,29%, para 1.375,32 unidades.

A Bolsa de Nova York, que teve uma abertura díspar, passou ao território negativo após a decisão do Comitê de Política Monetária do Fed (FOMC), que não realizou nenhum anúncio de alívio quantitativo nesta quarta-feira.

“Assim como esperávamos, o FOMC não anunciou grandes mudanças” com relação à reunião passada do mês de junho, disseram especialistas do Barclays, que destacaram que o banco central não estendeu para além de 2014 o nível atual das taxas.

Continua após a publicidade

“Aqui é onde o Fed começou a decepcionar”, disse Gregori Volokhine, presidente do Meeschaert New York, que recebeu sem surpresa a reação moderada dos mercados.

Segundo Volokhine, o mercado tem demonstrado que já não espera mais muita coisa do Fed.

A atenção dos operadores se concentre no Banco Central Europeu (BCE), que na quinta-feira realizará uma reunião de política monetária.

Este encontro é muito esperado após as declarações da semana passada de seu presidente, Mario Draghi, que disse estar pronto para fazer “todo o possível” para salvar o euro.

O mercado de obrigações, cujos rendimentos evoluem em sentido contrário aos preços, terminou em forte queda. O rendimento do bônus do Tesouro a 10 anos subiu a 1,539%, contra 1,492% de terça-feira. Já o bônus a 30 anos subiu a 2,614%, contra 2,577% da véspera.

Continua após a publicidade
Publicidade