Clique e assine a partir de 9,90/mês

Wagner Rossi encerra depoimento à PF e deve seguir para SP

Ex-ministro foi preso em sua casa em Ribeirão Preto, no interior do estado

Por Estadão Conteúdo - 29 mar 2018, 11h52

Terminou pouco depois das 10h30 desta quinta-feira o depoimento do ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi na sede da Polícia Federal em Ribeirão Preto (SP). Rossi foi preso temporariamente pela manhã em sua residência na cidade do interior paulista no âmbito da Operação Skala.

O ex-ministro será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e, em seguida, levado à superintendência da Polícia Federal em São Paulo.

Mais cedo, o escritório Toscano Sociedade de Advogados, que atende a Rossi classificou a prisão como abusiva e disse que o ex-ministro está seguro de que provará sua inocência. Os advogados dizem que Rossi aposentou-se há sete anos e desde então nunca mais atuou profissionalmente na vida pública ou privada.

“Também nunca mais participou de campanhas eleitorais ou teve relacionamentos políticos. Mora em Ribeirão Preto onde pode ser facilmente encontrado para qualquer tipo de esclarecimento. Nunca foi chamado a depor no caso mencionado”, defendeu o escritório.

Publicidade