Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Vendas de supermercados do Brasil crescem 5,78% em um ano

Segundo a Abras, entidade ligada ao setor, a melhora no crédito para pessoa física e a liberação do FGTS estimularam o aumento

Por Da Redação - 4 dez 2019, 16h10

As vendas dos supermercados no Brasil em outubro cresceram 5,78% ante mesmo período de 2018 e 4,3% sobre setembro, informou nesta quarta-feira, 4, a Associação Brasileira de Supermercados (Abras). De janeiro a outubro, o setor supermercadista apresentou crescimento real de 3,48% na comparação anual.

De acordo com o presidente da associação, João Sanzovo Neto, o consumo das famílias acelerou no segundo semestre, principalmente pelo aumento do crédito à pessoa física. A liberação do saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de serviço (FGTS) e das cotas do Pis/Pasep também ajudaram no aumento do consumo. “No mês, também tivemos o Dia da Criança, que impulsiona a venda de doces e brinquedos”, acrescentou.

Sanzovo destacou ainda que o resultado no acumulado do ano já sinaliza que o fechamento de vendas de 2019 deverá superar a projeção inicial do setor supermercadista. A projeção da Abras para o ano é de crescimento de 3%.

“Mesmo chegando ao terceiro mês consecutivo com resultados acima da nossa meta, optamos por não fazer uma nova revisão oficial. Mas estamos otimistas em relação ao encerramento do ano, que ainda se somará aos resultados da Black Friday e das compras de Natal e Réveillon.”

Publicidade

O consumo das famílias foi um dos pontos que impulsionou o resultado do PIB, divulgado na última terça-feira, com crescimento de 0,8% no terceiro trimestre do ano. Ao todo, o PIB subiu 0,6% no período. O setor de serviços, onde o comércio está incluído, subiu 0,4% no período. A expectativa é que o aumento do consumo, com as festas, 13º e o FGTS, faz com que o PIB acelere ainda mais no último trimestre.

(Com Reuters)

Publicidade