Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Uber busca aval para retomar testes de carro autônomo na Pensilvânia

Em junho, a empresa interrompeu seus testes após um acidente fatal; o veículo autônomo ignorou a pedestre e a atropelou

Por Reuters 5 nov 2018, 13h10

A Uber solicitou na última sexta-feira permissão do estado da Pensilvânia, nos Estados Unidos, para reiniciar os testes de carros autônomos em estradas públicas, sete meses depois que a companhia suspendeu os testes na esteira de um acidente fatal no Arizona.

A empresa divulgou um comunicado para a Administração de Segurança de Tráfego em Estradas dos Estados Unidos dizendo que pretende reiniciar os testes com dois empregados nos bancos dianteiros, habilitar um sistema de freios durante todo o tempo e monitorar a segurança dos passageiros de forma mais rígida.

Em junho, a polícia de Tempe, no Arizona, disse que a motorista do carro autônomo da Uber estava distraída e assistindo a um programa de TV em seu telefone momentos antes do automóvel atropelar e matar um pedestre que estava atravessando a rua. As autoridades classificaram o acidente como “totalmente evitável”.

O acidente foi a primeira morte atribuída a um carro autônomo e foi visto como um revés significativo para a indústria, que se apressa para lançar os veículos para uso comercial.

O executivo-chefe da Uber, Dara Khosrowshahi, disse no comunicado que a empresa “vai voltar à estrada somente quando implementar processos melhorados”.

Continua após a publicidade
  • A Uber diz que agora possui monitoramento em tempo real dos motoristas, que define limites para a “jornada de trabalho” dos funcionários e que melhorou o treinamento oferecido.

    Na época do acidente, o Departamento de Transporte da Pensilvânia disse que estava emitindo novas diretrizes e pedindo que empresas submetam detalhes sobre os testes. O estado disse que também vai passar a conceder uma “carta de autorização” – a Uber disse que não vai colocar carros na rua até que recebe o aval.

    Em agosto deste ano, a Toyota anunciou que iria investir cerca de 500 milhões de dólares como parte de um acordo de cooperação com a Uber para produzir veículos autônomos em massa. As empresas querem elevar o transporte autônomo a um serviço de mobilidade em grande escala.

    A tecnologia das duas empresas se integrará em veículos Toyota especialmente desenhados e se implementará na plataforma Uber, com o lançamento do primeiro piloto para 2021.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade