Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Trump ameaça taxar ‘como nunca’ se Harley-Davidson tirar produção dos EUA

Fabricante de motocicletas de decidiu transferir para o exterior a produção de unidades hoje vendidas à UE devido ao aumento das tarifa de importação

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ameaçou “taxar como nunca antes” a Harley-Davidson e que montadora de motocicletas estava usando tensões comerciais crescentes como uma desculpa para justificar mudanças planejadas na produção no exterior.

“A Harley-Davidson nunca deve ser construída em outro país – nunca! Seus funcionários e clientes já estão muito zangados com eles. Se eles se mudarem, veja, será o começo do fim – eles se renderam, eles vão desistir! A Aura vai se vai e eles serão taxados como nunca antes!”, escreveu Trump em sua conta no Twitter.

Mais cedo, Trump escreveu que a Harley-Davidson já havia anunciado no começo do ano que iria transferir significativa parte de suas operações de Kansas para a Tailândia, “bem antes” do anúncio de tarifas. “Desta forma, eles (a Harley-Davidson) só usaram as tarifas/guerra comercial como desculpa. (Isso) mostra como o comércio é desequilibrado e injusto, mas vamos consertar isso”, disse o presidente americano.

Nesta segunda-feira, 25, Trump já havia dito ter ficado “surpreso” que, “de todas as companhias”, a Harley-Davidson seria a primeira a “jogar a toalha”.

A fabricante de motocicletas decidiu transferir para o exterior em até 18 meses a produção de unidades hoje vendidas à União Europeia. Na sexta-feira, a tarifa de importação cobrada por Bruxelas sobre as motos americanas saltou de 6% para 31%, um movimento destinado a retaliar as tarifas de Washington sobre a importação de aço e alumínio europeus.