Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Suzano divulga lucro 41,6% menor no primeiro trimestre

Receita bruta subiu, mas juros, impostos e queda nas vendas atrapalharam o desempenho da empresa de papel e celulose

Por Da Redação 10 Maio 2013, 12h43

A Suzano Papel e Celulose encerrou o primeiro trimestre de 2013 com lucro real de 41,948 milhões de reais, queda de 41,6% ante os 71,8 milhões de reais do primeiro trimestre de 2012. O lucro obtido pela empresa sem a dedução de juros e impostos (Ebitda, na sigla em inglês) ficou em 327 milhões de reais, alta de 37,4% sobre o mesmo período do ano passado.

A receita líquida da fabricante de papel e celulose entre os meses e janeiro a março alcançou 1,174 bilhão de reais, 13,2% acima dos primeiros três meses de 2012. Quando a receita é dividida por ramo de atuação, a Suzano faturou 617,8 milhões de reais com a venda de papel e 556,3 milhões de reais comercializando celulose. O aumento do faturamento refletiu a alta dos preços do papel e da celulose, que tiveram inflação de 8,1% e 11,1%, respectivamente.

As vendas da Suzano também caíram nos três primeiros meses deste ano. A empresa comercializou 441,4 mil toneladas de celulose no período, volume 1,5% menor ao registrado no começo do ano passado. No segmento de papel, as vendas também encolheram: 2,6% em relação ao primeiro trimestre de 2012.

Projeções – Ao ficar 41,6% abaixo do resultado do primeiro trimestre de 2012, o lucro líquido da Suzano nos primeiros três meses de 2013 não correspondeu às expectativas de analistas consultadas pela Agência Estado. A média das projeções indicava um lucro de 77,2 milhões de reais no período.

O Ebitda da Suzano no trimestre, por outro lado, ficou em linha com as projeções, que sugeriam um resultado de 325,3 milhões de reais. A opinião dos economistas também se cumpriu nas expectativas da receita líquida, que apontavam ganhos de 1,221 bilhão de reais.

Leia também:

Eldorado inaugura fábrica de celulose em Três Lagoas

China acusa Brasil de prática desleal no comércio de papel

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade