Clique e assine a partir de 9,90/mês

Santander isentará clientes de alta renda de taxas sobre saques no exterior

Benefício valerá para os membros do segmento Select, cuja renda mínima deve ser acima de 10 mil reais

Por Da Redação - 3 mar 2014, 15h51

O Banco Santander anunciou nesta segunda-feira o lançamento de um novo serviço que isentará alguns de seus clientes do pagamento de tarifas nos saques no exterior. Mas usufruir do benefício não é para qualquer um. É preciso fazer parte do segmento Select, destinado a clientes de alta renda. No Brasil, tal divisão atende clientes com renda mensal superior a 10 mil reais ou investimentos superiores a 200 mil reais.

Segundo o banco, será permitido retirar dinheiro em mais de 30 mil caixas eletrônicos do grupo em todo o mundo sem qualquer pagamento extra. No Brasil, a taxa do banco para retiradas no exterior é de 3% acrescida do imposto sobre operações financeiras (IOF) de 6,38%. Mesmo com o fim da taxa para os clientes Select, o IOF se mantém.

Leia também:

Santander foi o banco que mais recebeu reclamações em janeiro

Continua após a publicidade

Santander Brasil lucra R$ 5,744 bilhões em 2013

Santander lança fundos para brasileiros investirem no exterior

De acordo com o comunicado à imprensa, o saque gratuito será permitido para novos cartões que contarão com a marca Débito Global Select. Atualmente, há cerca de 2 milhões de clientes do segmento Select em oito países: Brasil, Espanha, Reino Unido, Portugal, México, Chile, Argentina e Porto Rico. “Com Débito Global Select, avançamos na construção de um banco centrado no cliente. Nosso objetivo é ser o primeiro banco dos nossos clientes Select. Queremos oferecer as vantagens de ser parte de um grupo internacional”, disse o diretor geral da divisão de banco comercial do Santander na Espanha, Javier San Félix, em nota enviada à imprensa.

Outros bancos internacionais, como o britânico HSBC, também oferecem saques gratuitos para clientes brasileiros ao realizar saques em caixas eletrônicos da própria instituição no exterior. Contudo, no caso do HSBC, também é preciso integrar o grupo de clientes de alta renda – no caso, trata-se do segmento Premier.

Continua após a publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade