Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

QuintoAndar recebe R$ 250 mi e planeja parcerias com imobiliárias

Com o dinheiro, a empresa quer iniciar a atuação em cidades como Porto Alegre e Curitiba e consolidar naquelas que já atua

A startup QuintoAndar, que atua no mercado de locação de imóveis residenciais, recebeu um aporte de 250 milhões de reais. A empresa afirma que o investimento permitirá consolidar sua operação em Belo Horizonte, Brasília e Goiânia e iniciar a atuação em outras cidades, como Porto Alegre e Curitiba.

Segundo a startup, os recursos também serão usados para estabelecer um sistema de parceria com as principais imobiliárias do país, que ‘poderão usar a plataforma para oferecer a experiência QuintoAndar de aluguel para seus clientes locatários e proprietários.

“O QuintoAndar endereça de maneira única e muito eficiente uma dor aguda dos usuários em um mercado enorme e em rápida expansão. Estamos apenas no início de uma transformação muito profunda no mercado de aluguéis no Brasil”, diz Martin Escobari, sócio e chefe para América Latina do General Atlantic.

O QuintoAndar está presente em São Paulo desde 2015 e iniciou a sua operação no Rio de Janeiro em 2018. A empresa ganhou popularidade por criar um sistema de locação que dispensa fiador e seguro-fiança. Para o locatária, há a garantia de recebimento do valor do aluguel. Em outubro, foram cerca de 2 visitas agendadas por minuto pelo QuintoAndar, aumento de 300% em relação ao ano anterior.

“Estamos mudando a forma como as pessoas vivem, com menos burocracia e mais agilidade, adequando a moradia ao estilo de vida e personalidade de cada um” diz Gabriel Braga, co-fundador e CEO do QuintoAndar.

O investimento foi liderado pela companhia americana General Atlantic, acionista de importantes empresas de tecnologia no Brasil como Arco Educação, XP Investimentos e Gympass.

A rodada contou com participação de todos os atuais investidores na empresa, incluindo a companhia argentina de investimentos Kaszek Ventures e as norte-americanas Ruane, Cunniff & Goldfarb, Qualcomm Ventures e QED.

(Com Reuters)