Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Privatizações e desinvestimentos bateram meta do governo para 2019

Negociações alcançaram 23,5 bilhões de dólares até setembro, montante equivalente a 96,2 bilhões de reais.

O Ministério da Economia divulgou, nesta quinta-feira 3, que as privatizações e vendas de ativos já bateram a meta de 20 bilhões de dólares em 2019, alcançando 23,5 bilhões de dólares até setembro, montante equivalente a 96,2 bilhões de reais.

Para a conta, o governo considerou 78,6 bilhões de reais em privatizações e desinvestimentos, concessões de 5,7 bilhões de reais e vendas de ativos naturais de 11,9 bilhões de reais.

Foram também abarcadas três operações da Eletrobras realizadas em 2018, mas integralizadas em 2019, envolvendo Amazonas Energia, CEAL e Uirapuru Transmissora.

 

Os números integram apresentação do secretário Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Salim Mattar.

Apesar de ter batido a meta, Mattar afirmou que novas privatizações ainda serão realizadas neste ano. “Não posso dizer quais. Temos vendido subsidiárias de estatais que são listadas em bolsa, então devemos vender algumas ações, mas não posso detalhar”, declarou em coletiva de imprensa.

“Primeiro focamos a Previdência, e achamos que não seria oportuno distribuir nossa energia também nos outros projetos. Agora focaremos outras reformas e projetos, além das privatizações”, afirmou. “As privatizações estão mais lentas do que eu esperava, mas não é fácil fazer. O Estado brasileiro é muito burocrático, sentimos isso na hora de vender estatais”, completou Mattar.

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)