Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo fecha em queda de 1,4% com EUA e China

Por Renan Carreira

Nova York – Os contratos futuros de petróleo negociados na bolsa mercantil de Nova York (Nymex) fecharam em queda nesta segunda-feira, uma vez que a euforia com as medidas anunciadas pela União Europeia (UE) na semana passada se esvaiu, além de dados negativos nos Estados Unidos e na China.

O contrato do petróleo WTI para agosto recuou US$ 1,21 (1,42%), fechando a US$ 83,75 por barril. Na plataforma eletrônica ICE, o petróleo do tipo Brent teve baixa de US$ 0,46 (0,47%) e encerrou a sessão a US$ 97,34 por barril.

Analistas disseram que a queda do preço era praticamente inevitável após o salto surpreendente de sexta-feira, dia em que os preços da commodity avançaram 9,4%, após os líderes europeus concordarem em usar fundos de resgate para ajudar diretamente bancos espanhóis e italianos.

“O que ocorreu na sexta-feira foi extremamente exagerado”, disse Kyle Cooper, da IAF Advisors. A negociação de hoje é “uma espécie de ressaca do que aconteceu (na sexta-feira)”, afirmou Stephen Schork, do Schork Report.

Além disso, dados da produção industrial também sugerem uma demanda fraca por petróleo. O índice de atividade industrial nacional dos EUA, medido pelo Instituto para Gestão de Oferta (ISM), caiu para 49,7 em junho, de 53,5 em maio. As estimativas dos economistas eram de um recuo menor, para 52,0.

Na China, o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) caiu para 48,2 em junho, em comparação com a leitura final de 48,4 em maio. A ligeira queda no PMI traz mais preocupações sobre o vacilante crescimento da segunda maior economia mundial. Isso porque uma leitura abaixo de 50 indica contração da atividade industrial do setor privado, enquanto qualquer número acima de 50 representa crescimento.

Os preços do petróleo só tiveram um leve impulso após notícias de que o Irã elaborou uma proposta para bloquear o Estreito de Ormuz a navios petroleiros vindos de países que apoiam as sanções ao petróleo iraniano. Mas o sentimento positivo durou pouco. “É apenas uma proposta”, disse Tony Rosado, da GA Global Markets. As informações são da Dow Jones.