Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo fecha em queda de 0,95%

Por Renan Carreira

Houston – Pela quinta sessão consecutiva, os contratos futuros de petróleo fecharam em queda nesta terça-feira, em meio a temores do mercado de que a turbulência política na Grécia possa dificultar o cumprimento, pelo país, dos termos para seus resgates, o que pode gerar mais instabilidade à zona do euro.

O contrato futuro de petróleo WTI com entrega em junho recuou US$ 0,93 (0,95%), negociado a US$ 97,01 o barril na New York Mercantile Exchange (Nymex), após chegar a operar em US$ 95,52. Os preços registram uma queda de 8,6% desde 1.º de maio e estão no menor nível desde 19 de dezembro.

“Qualquer outra notícia será ofuscada pela preocupação com a Grécia”, disse Zachary Oxman, da TrendMax Futures. “Acho que o petróleo vai cair abaixo de US$ 95 amanhã.”

As conversas para formar um novo governo de coalizão na Grécia tiveram pouco progresso. Os políticos contra o programa de resgate da União Europeia (UE), e suas severas medidas de austeridade para a Grécia, podem tomar o controle do Parlamento do país. Isso lança dúvida sobre a permanência da Grécia na união monetária e sobre o próprio futuro do euro.

Além disso, a Arábia Saudita disse que os maiores produtores da commodity do mundo avaliam que os preços têm espaço para cair mais. O ministro do Petróleo saudita, Ali Naimi, afirmou a jornalistas que “os preços do petróleo estão muito altos” e sugeriu que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) poderia discutir o aumento do teto de produção em seu próximo encontro, no mês que vem.

Os contratos futuros de petróleo brent para junho recuaram US$ 0,43 (0,38%), fechando a US$ 112,73 o barril na plataforma eletrônica ICE. As informações são da Dow Jones.