Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Petrobras tem prejuízo de R$ 14,8 bi em 2016

Apesar do prejuízo anual, a companhia encerrou o quarto trimestre do ano com lucro líquido de 2,5 bilhões de reais

Por Fabiana Futema Atualizado em 21 mar 2017, 19h58 - Publicado em 21 mar 2017, 18h27

A Petrobras registrou um prejuízo líquido de 14,824 bilhões de reais. Foi o terceiro ano seguido de resultado negativo para a estatal. Em 2015, a empresa teve um prejuízo recorde de 34,8 bilhões de reais. Em 2014, a perda foi de 21,6 bilhões de reais.

Em comunicado, a Petrobras atribuiu o resultado anual “principalmente, do impairment [reavaliação] de ativos e de investimentos em coligadas, no valor total de R$ 20.891 milhões”.

Apesar do prejuízo anual, a companhia encerrou o quarto trimestre do ano com lucro líquido de 2,5 bilhões de reais.

“Nós temos bons resultados para apresentar. Mas é sempre importante ter o contexto que esse trabalho todo que está sendo feito tem como plano de fundo uma dívida ainda muito elevada”, disse o presidente da companhia, Pedro Parente.

A dívida líquida da companhia, em reais, recuou 20%  em 2016, e fechou o ano a 314,12 bilhões de reais. Em dólares, a dívida recuou 4%, para 96,381 bilhões de dólares.

Continua após a publicidade

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros e impostos) ficou em 88,693 bilhões de reais, contra 73,859 bilhões de reais contabilizados em 2015.

A empresa registrou fluxo de caixa livre positivo pelo sétimo trimestre consecutivo, de 11,953 bilhões de reais. No ano, o fluxo de caixa livre foi 41,572 bilhões de reais, 2,6 vezes superior ao registrado no exercício de 2015, refletindo a redução de investimentos em 32% e a maior disciplina na utilização de capital, disse a empresa.

No ano passado, as receitas da Petrobras recuaram 12%, atingindo 282,589 bilhões de reais. Em 2015, as receitas da companhia somaram 321,638 bilhões de reais. Já os investimentos caíram 27%, saindo de 76 bilhões em 2015 para 55 bilhões em 2016.

Em comunicado, a empresa informa que a produção média de petróleo atingiu, em 2016, recorde histórico anual, alcançando a marca de 2.144 mil barris por dia, 0,75% acima do resultado do ano anterior.

No quarto trimestre, a produção total de petróleo no país foi de 2.243 mil barris por dia, 1% maior que o verificado no trimestre anterior.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)