Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Petrobras ‘obstruiu’ auditoria sobre contratação de obra, diz TCU

Tribunal investigará estatal por sonegar documentos relativos à escolha de construtora de unidade de tratamento de gases em Abreu e Lima

Por Da Redação
Atualizado em 5 jun 2024, 02h08 - Publicado em 3 jun 2015, 19h13

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou a abertura de uma investigação contra a Petrobras para identificar responsáveis pela sonegação de documentos sobre uma obra na refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Em comunicado, o ministro do TCU Benjamin Zymler acusa a estatal de “obstrução ao livre exercício de auditoria” e também cita uma “fragilidade” no processo de orçamento da obra.

Segundo o ministro, os documentos solicitados pela área técnica do tribunal foram entregues apenas nesta terça, fora do prazo estabelecido, fazendo com que a auditoria responsável não tivesse tempo de analisá-los. “Tais fatos revelam-se graves, principalmente diante do histórico recente da companhia”, afirma.

Os documentos são relativos ao processo de escolha da empresa que vai construir uma unidade de tratamento de gases produzidos pela refinaria, que já foi alvo de outras investigações do TCU, que apontaram irregularidades e superfaturamento em obras.

Leia mais:

Petrobras lança US$ 2,5 bilhões em emissão de bônus de 100 anos

Continua após a publicidade

Grupo Schahin processará Petrobras por rescisão de contratos

Petrobras pagará R$ 1 bi em participação nos lucros a funcionários

“Embora a entidade tenha protocolado documentos em resposta ao ofício de requisição, conforme contato realizado por minha assessoria junto à unidade técnica, entendo que a obstrução e o efetivo prejuízo ao livre exercício da auditoria já se consumaram”, disse Zymler, referindo-se ao atraso no envio de documentos. “Isso porque a equipe se viu obstaculizada de analisar tempestivamente documentos importantes acerca da legalidade e da economicidade do certame, em tempo oportuno para sugerir correções e propor eventual medida cautelar de suspensão do certame”, acrescentou.

(Da redação)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.