Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Perdeu documentos e cartões de banco no Carnaval? Confira o que fazer

Saiba quem avisar e do que precisará correr atrás para ter seus papéis de volta

Por Larissa Quintino, Clara Valdiviezo Atualizado em 4 jun 2024, 15h43 - Publicado em 6 mar 2019, 19h26

A ressaca de quarta-feira de Cinzas pode ser muito maior para quem perdeu documentos durante a folia do Carnaval. Se esse foi seu caso, é necessário tomar medidas rápidas para que a dor de cabeça não fique maior.

Segundo entidades de defesa do consumidor, fazer o Boletim de Ocorrência (B.O.) é o primeiro passo. Em caso de perda, furto ou roubo, é possível registrar o boletim no sites da Polícia Federal de cada estado. Caso tenha havido lesão corporal no incidente, é necessário comparecer à delegacia.

É necessário informar quais foram os documentos perdidos (CPF, RG, passaporte, CNH, entre outros) e fazer um breve histórico de quando você se deu conta de que estava sem eles e descrever o episódio, em caso de furto ou roubo. O Boletim de Ocorrência será encaminhado por e-mail.

Após ter o B.O. em mãos, é hora de avisar órgãos de proteção ao crédito sobre o assunto. Esse alerta poderá evitar que os dados sejam usados para fraudes. O aviso deve ser feito ao SPC para que o comércio tenha ciência da possibilidade de fraude. O órgão oferece uma ferramenta que possibilita o alerta sobre documentos roubados.

Para fazer o cadastro, é necessário comparecer em um dos balcões de atendimento do SPC pessoalmente com o boletim em mãos. Confira no site o local de atendimento mais próximo. Já o Serasa disponibiliza uma ferramenta online para criar o alerta. O Boa Vista SCPC também disponibiliza um site para a comunicação.

A economista-chefe do SPC Brails, Marcella Kawauti, lembra que o Boletim de Ocorrência é suficiente para cancelar uma compra ou uma possível dívida. O aviso aos órgãos de proteção de crédito é uma forma de evitar a fraude, mas, caso ela ocorra antes do aviso, o B.O. pode e deve ser usado para o cancelamento.

Continua após a publicidade

Caso tenha perdido cartão de banco e de crédito, é necessário comunicar a instituição financeira. Ligue para a central de atendimento e anote o número do protocolo.

Segunda via

Após avisar a todos e tentar se precaver de fraudes, é necessário providenciar a segunda via do documento. O CPF pode ser retirado gratuitamente pela internet no site da Receita Federal.

Já o RG e a CNH, que são documentos estaduais, há cobrança para emissão da segunda via. No estado de São Paulo, o valor do RG é de 39,80 reais e é emitido pelo Poupatempo. No caso da CNH, o valor é de 43,77 reais. No Rio de Janeiro, o valor da Carteira de Identidade é 38,58 reais; o da CNH é 144,68 reais (no caso de furto, a taxa é isenta com apresentação do B.O.). No caso da Bahia, o valor da segunda via do RG é 37,77 reais, e o da Carteira de Motorista é 69,92. No estado de Pernambuco, a Carteira de Identidade custa 21,15 reais, já a CNH custa 94,80 reais.

Continua após a publicidade

Os documentos necessários para a realização da segunda via da Carteira de Identidade são:

 

  • 2 fotos 3×4 original e recente com fundo branco;
  • Certidão de nascimento ou de casamento, com cópia simples;
  • Boletim de Ocorrência original ou cópia;
  • CPF original ou comprovante de inscrição da Receita Federal;

 

 

Para a segunda via da CNH, os papéis necessários são:

 

  • Documento de identificação com foto original e cópia;
  • Comprovante de pagamento da taxa;
  • Comprovante de endereço original e cópia;
  • CPF ou comprovante de inscrição da Receita Federal e cópia;

 

Em Pernambuco, é necessário o preenchimento do requerimento, que é encontrado no site.

A segunda via de cartões de crédito e de débito deve ser solicitada aos bancos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.