Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Perdeu documentos e cartões de banco no Carnaval? Confira o que fazer

Saiba quem avisar e do que precisará correr atrás para ter seus papéis de volta

A ressaca de quarta-feira de Cinzas pode ser muito maior para quem perdeu documentos durante a folia do Carnaval. Se esse foi seu caso, é necessário tomar medidas rápidas para que a dor de cabeça não fique maior.

Segundo entidades de defesa do consumidor, fazer o Boletim de Ocorrência (B.O.) é o primeiro passo. Em caso de perda, furto ou roubo, é possível registrar o boletim no sites da Polícia Federal de cada estado. Caso tenha havido lesão corporal no incidente, é necessário comparecer à delegacia.

É necessário informar quais foram os documentos perdidos (CPF, RG, passaporte, CNH, entre outros) e fazer um breve histórico de quando você se deu conta de que estava sem eles e descrever o episódio, em caso de furto ou roubo. O Boletim de Ocorrência será encaminhado por e-mail.

Após ter o B.O. em mãos, é hora de avisar órgãos de proteção ao crédito sobre o assunto. Esse alerta poderá evitar que os dados sejam usados para fraudes. O aviso deve ser feito ao SPC para que o comércio tenha ciência da possibilidade de fraude. O órgão oferece uma ferramenta que possibilita o alerta sobre documentos roubados.

Para fazer o cadastro, é necessário comparecer em um dos balcões de atendimento do SPC pessoalmente com o boletim em mãos. Confira no site o local de atendimento mais próximo. Já o Serasa disponibiliza uma ferramenta online para criar o alerta. O Boa Vista SCPC também disponibiliza um site para a comunicação.

A economista-chefe do SPC Brails, Marcella Kawauti, lembra que o Boletim de Ocorrência é suficiente para cancelar uma compra ou uma possível dívida. O aviso aos órgãos de proteção de crédito é uma forma de evitar a fraude, mas, caso ela ocorra antes do aviso, o B.O. pode e deve ser usado para o cancelamento.

Caso tenha perdido cartão de banco e de crédito, é necessário comunicar a instituição financeira. Ligue para a central de atendimento e anote o número do protocolo.

Segunda via

Após avisar a todos e tentar se precaver de fraudes, é necessário providenciar a segunda via do documento. O CPF pode ser retirado gratuitamente pela internet no site da Receita Federal.

Já o RG e a CNH, que são documentos estaduais, há cobrança para emissão da segunda via. No estado de São Paulo, o valor do RG é de 39,80 reais e é emitido pelo Poupatempo. No caso da CNH, o valor é de 43,77 reais. No Rio de Janeiro, o valor da Carteira de Identidade é 38,58 reais; o da CNH é 144,68 reais (no caso de furto, a taxa é isenta com apresentação do B.O.). No caso da Bahia, o valor da segunda via do RG é 37,77 reais, e o da Carteira de Motorista é 69,92. No estado de Pernambuco, a Carteira de Identidade custa 21,15 reais, já a CNH custa 94,80 reais.

Os documentos necessários para a realização da segunda via da Carteira de Identidade são:

 

  • 2 fotos 3×4 original e recente com fundo branco;
  • Certidão de nascimento ou de casamento, com cópia simples;
  • Boletim de Ocorrência original ou cópia;
  • CPF original ou comprovante de inscrição da Receita Federal;

 

 

Para a segunda via da CNH, os papéis necessários são:

 

  • Documento de identificação com foto original e cópia;
  • Comprovante de pagamento da taxa;
  • Comprovante de endereço original e cópia;
  • CPF ou comprovante de inscrição da Receita Federal e cópia;

 

Em Pernambuco, é necessário o preenchimento do requerimento, que é encontrado no site.

A segunda via de cartões de crédito e de débito deve ser solicitada aos bancos.