Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PANORAMA2-Mercados mostram volatilidade antes de cúpula da UE

SÃO PAULO, 26 de outubro (Reuters) – A volatilidade dava a tônica nos mercados financeiros globais nesta quarta-feira, com as bolsas de valores e o euro em queda antes do resultado da cúpula entre líderes da zona do euro, em dia de noticiário misto nos Estados Unidos.

Autoridades da União Europeia (UE) e diplomatas da regiãojá esfriaram as expectativas por um grande avanço nas negociações para quando os 17 líderes da zona euro se reunirem, às 15h30 (horário de Brasília), apesar das garantias franco-alemãs de que uma “solução abrangente” anticrise será encontrada até o fim do mês.

Embora haja amplo consenso sobre a necessidade de uma injeção de cerca de 110 bilhões de euros para o sistema bancário europeu resistir a um eventual default da dívida grega e a um maior contágio financeiro, havia pouca clareza sobre como ampliar o fundo de resgate do bloco e qual seria a participação de credores privados na ajuda à Grécia.

O próximo presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, alivou um pouco as preocupações do mercado, ao dizer que a instituição continuará adotando medidas não convencionais, como a compra de títulos públicos no mercado secundário, para combater a turbulência do mercado.

O principal índice das ações europeias e os mercados em Wall Street passavam a recuar, enquanto a Bovespa zerava os ganhos. O euro caía à mínima da sessão ante o dólar, que voltava a subir ante o real.

As projeções de juros cediam, numa sessão de importantes divulgações no mercado doméstico.

O crédito total disponibilizado pelo sistema financeiro no Brasil acelerou sua expansão e registrou crescimento de 2,1 por cento em setembro, chegando a 48,4 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), ou 1,929 trilhão de reais, influenciado por efeitos da depreciação cambial nos estoques de lastreados em moeda estrangeira, informou o Banco Central (BC).

O mercado recebeu ainda o balanço trimestral do Bradesco , que teve lucro líquido de 2,815 bilhões de reais entre julho e setembro, valor 11,4 por cento superior ao do mesmo período de 2010.

Nos EUA, a Amazon.com Inc divulgou na terça-feira seu balanço e emitiu uma perspectiva pior que o esperado, devido principalmente pelos elevados custos relacionados ao novo tablet Kindle Fire. As ações caíam e tinham a maior influência negativa no índice Nasdaq.

A safra de indicadores macroeconômicos nos EUA chegou a dar algum alento mais cedo. As encomendas de bens duráveis no país teve em setembro seu maior ganho em seis meses, enquanto as vendas de moradias novas tiveram a maior alta dos últimos cinco meses em setembro.

Veja a variação dos principais mercados às 13h10 desta quarta- feira:

CÂMBIO

O dólar era cotado a 1,7648 real, em alta de 0,14 por cento frente ao fechamento anterior.

BOVESPA O Ibovespa subia 0,38 por cento, para 56.501 pontos.

ADRs BRASILEIROS O índice dos principais ADRs brasileiros avançava 0,48 por cento, a 29.767 pontos.

JUROS <0#2DIJ:>

O DI janeiro de 2012 apontava 11,13 por cento ao ano, ante 11,14 por cento no ajuste anterior.

EURO

A moeda comum europeia era cotada a1,3830, ante 1,3907 no fechamento anterior.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, mostrava estabilidade, a131,313 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de2,326 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS <11EMJ>

O risco Brasil cedia 6 pontos, para 227 pontos-básicos. O EMBI+ recuava 8 pontos, a 359 pontos-básicos.

MSCI DE BOLSAS GLOBAIS O índice que reúne as bolsas globais mostrava-0,37 por cento, a 302,90 pontos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones operava a+0,24 por cento, aos 11.734,51 pontos. O S&P 500 estava em-0,22 por cento, aos 1.226,30 pontos. O Nasdaq era negociado a-1,08 por cento; aos2.609,86 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo de vencimento mais próximo subiu-2,01 dólar, a91,16 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía, oferecendo rendimento de2,143 por cento ante 2,114 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código )

(Por José de Castro; Edição de Vanessa Stelzer)