Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oi tem prejuízo de R$ 656 milhões no segundo trimestre

Companhia entrou em junho com o maior pedido de recuperação judicial da história, na tentativa de sanar dívida de 65,4 bilhões de reais

A operadora de telecomunicações Oi, em recuperação judicial, encerrou o segundo trimestre com prejuízo líquido de 656 milhões de reais, revertendo lucro consolidado de 671 milhões obtido um ano antes. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) totalizou 1,435 bilhão de reais, queda anual de 24,4%.

A dívida líquida ficou em 41,4 bilhões de reais, contra 40,8 bilhões de reais ao fim de março deste ano. O investimento no país totalizou 1,215 bilhão de reais no trimestre, 16,7% maior que um ano antes. A Oi teve receita líquida total de 6,524 bilhões de reais no segundo trimestre, queda de cerca de 4% sobre o mesmo período do ano passado e de 3% na comparação com os três primeiros meses de 2016.

A empresa, que pediu recuperação judicial em junho, registrou queda anual de 4,6% na receita líquida de serviços voltados ao segmento corporativo no Brasil entre abril e junho, ante recuos na mesma base de comparação de 3,7% no segmento de mobilidade pessoal e de 2% em serviços residenciais.

Leia também:
Volkswagen proíbe funcionários de jogar Pokémon Go na Alemanha
‘Divulgar o vídeo de Eike não foi inteligente’, diz Malafaia

Sobre o primeiro trimestre, o recuo na receita corporativa foi de 7,6%, a 1,9 bilhão de reais. Segundo a Oi, a queda foi impactada “principalmente pelo menor tráfego de voz, como consequência da deterioração do cenário macroeconômico, e pela redução das tarifas fixo-móvel e de interconexão, assim como pela política de não subsídio de aparelhos para mobilidade”.

Os custos e despesas operacionais da Oi no Brasil subiram 2,9% contra o segundo trimestre do ano passado, a 4,9 bilhões de reais. Nesta linha, o item de provisão para inadimplentes recuou 8,4%, a 164 milhões de reais.

A empresa, que no segundo trimestre do ano passado tinha apresentado resultado financeiro negativo, teve uma reversão do quadro nos três meses encerrados em junho deste ano, com um resultado financeiro positivo de 622 milhões de reais, apoiado pelas desvalorizações do dólar e do euro no período.

(Com agência Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Carlos Lopes de Oliveira

    Essas operadores oferecem péssimos serviços, são caça-níqueis, cobram até ligações que não conseguem completar e estão no vermelho? Duvido… é hora das autoridade fiscais saírem de dentro dos seus temores às grandes corporações e mostrarem a que vieram.

    Curtir

  2. Oi ! Incompetência e roubo. Qual empresário sério no Mundo espera dar esse prejuízo todo? PF, MP, CVM, cade vocês?

    Curtir