Clique e assine com até 92% de desconto

OCDE eleva previsão de queda no PIB brasileiro para 2,8%

Em contrapartida, entidade estima crescimento de 3% na economia mundial neste ano e de 3,8% em 2016

Por Da Redação 16 set 2015, 10h33

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) piorou as projeções para a atividade econômica do Brasil. Mais pessimista que os analistas ouvidos semanalmente pelo Banco Central, a organização agora prevê um recuo no Produto Interno Bruto (PIB) do país de 2,8% neste ano – em junho, o cenário estimado era de queda de 0,8%.

A OCDE também reduziu a previsão de recuo da atividade econômica em 2016, apontando queda de 0,7% ante alta de 1,1% na previsão anterior.

No boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, os economistas consultados pelo BC projetaram queda de 2,55% em 2016 e de 0,6% no próximo ano.

Enquanto as percepções sobre o quadro brasileiro só pioram, a expectativa de crescimento da economia mundial é de 3% neste ano e de 3,6% no ano que vem. Antes, as estimativas eram melhores, de 3,1% e de 3,8%. Mas os números foram revistos por causa da desaceleração observada em economias emergentes, como China e Brasil, segundo a OCDE.

Leia também:

Perda do grau de investimento vai dificultar a vida das empresas

Como estava o Brasil em outras mudanças de nota de crédito?

(Da redação)

Continua após a publicidade
Publicidade