Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Nestlé crê em ano difícil, mas vendas do 1º tri sobem

Grupo suíço aposta em demanda dos países emergentes para continuar a mostrar números fortes nos próximos meses

Por Da Redação
20 abr 2012, 07h23

Este pode ser um ano difícil para a Nestlé, maior grupo de alimentos do mundo. Paulo Bulcke, presidente-executivo da holding suíça, afirmou que 2012 já está se mostrando desafiador, principalmente com o crescimento instável dos países desenvolvidos. Contudo, a demanda dos mercados emergentes e o aumento de preços contribuíram para que a empresa registrasse vendas maiores no primeiro trimestre do ano.

Bulcke diz que, ao contrário dos países desenvolvidos, os emergentes apresentam uma confiança do consumidor dinâmica e rica em oportunidades de crescimento. Os países em desenvolvimento já representam 40% das vendas da Nestlé e cresceram 13% nos primeiros três meses do ano contra alta de 3,1% dos desenvolvidos.

Em valores, incluindo efeitos cambiais, as vendas subiram 5,6%, para 21,4 bilhões de francos suíços (23,4 bilhões de dólares). O aumento de preços contribuiu com 4,4% do crescimento das vendas.

(Com agência Reuters)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.