Clique e assine a partir de 9,90/mês

Negócios Summary

Por Da Redação - 27 fev 2012, 06h59

IPC-Fipe desacelera para 0,07% na 3ª quadrissemana de fevereiro

SÃO PAULO, 27 Fev (Reuters) – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) do município de São Paulo subiu 0,07 por cento na terceira quadrissemana de fevereiro, ante acréscimo de 0,24 por cento na segunda quadrissemana, informou nesta segunda-feira a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Na terceira quadrissemana de janeiro, o IPC-Fipe havia registrado alta de 0,68 por cento.

G20 quer ver dinheiro europeu antes de dar recursos ao FMI

CIDADE DO MÉXICO, 26 Fev (Reuters) – As maiores economias do planeta advertiram a Europa que deve desembolsar mais dinheiro para limitar o contágio de sua crise da dívida se quiser receber ajuda do resto do mundo, multiplicando a pressão sobre a Alemanha para que aceite aumentar os fundos de resgate da zona do euro. A resposta das nações europeias que integram o G20 foi que no mês que vem revisarão a força de seu mecanismo de ajuda financeira de emergência, o que poderia abrir caminho para que o resto dos membros do grupo façam aportes extras ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

Continua após a publicidade

G20 pode chegar a acordo sobre recursos ao FMI em abril–Mantega

CIDADE DO MÉXICO, 26 Fev (Reuters) – O grupo das 20 principais economias do mundo poderá chegar a um acordo para aumentar os recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI) em abril se os europeus reforçarem a sua barreira de proteção e se uma reforma de quotas do FMI for ratificada, afirmou o ministro da Fazenda, Guido Mantega, neste domingo. Mantega disse que países europeus concordaram durante a cúpula dos chefes de Finanças do G20, no México, que era necessário reforçar o muro de proteção da Europa para evitar a propagação da crise da dívida.

Tombini sinaliza maiores cortes da taxa de juros à frente

CIDADE DO MÉXICO, 26 Fev (Reuters) – O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, reiterou neste domingo que vê uma alta probabilidade de que a taxa de juros do país caia para níveis de um dígito, sinalizando que o banco deve reduzir a taxa pela quinta vez consecutiva, quando se reunir daqui a menos de duas semanas. “O Banco Central sinalizou recentemente a alta probabilidade de que a taxa de política monetária no Brasil seja de um único dígito no futuro. Essa estratégia não mudou”, disse Tombini a jornalistas, em intervalo da reunião de líderes financeiros do G-20, no México.

Continua após a publicidade

Petrobras precisa elevar preço de combustíveis no Brasil–jornal

BRASÍLIA, 26 Fev (Reuters) – A nova presidente da Petrobras disse que a companhia precisa elevar os preços dos combustíveis para acompanhar os altos preços do petróleo, enquanto mantém a prática de controlar os valores na bomba, para proteger os consumidores da volatilidade. Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, a menos de duas semanas no cargo, Maria das Graças Foster enfatizou a importância de aumentar a capacidade doméstica de refino, para reduzir a exposição do Brasil às flutuações de preço do petróleo no mercado internacional.

G-20: Perspectiva de crescimento em 2012 é “moderada”–fonte

CIDADE DO MÉXICO, 26 Fev (Reuters) – O G-20 vê riscos para a economia global e espera que o crescimento este ano seja moderado, afirmou um representante do grupo de 20 países neste domingo, citando um esboço do comunicado das reuniões na Cidade do México. “As estimativas de crescimento para 2012 são moderadas e os riscos continuam elevados”, disse a fonte.

Continua após a publicidade

G-20: proteção da zona do euro é “essencial” para reforço do FMI

CIDADE DO MÉXICO, 26 Fev (Reuters) – O G-20 vê uma decisão da zona do euro para reforçar sua barreira de proteção como “essencial” antes de um acordo para aumentar os recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI), disse uma autoridade do grupo de 20 países neste domingo, citando um esboço do comunicado das reuniões na Cidade do México. “Os países da zona do euro vão reavaliar a força de seus mecanismos de apoio em março. Isso dará um insumo essencial em nossa atual consideração para mobilizar recursos ao FMI”, disse a autoridade, citando o esboço.

Geithner diz que Europa avançou em reduzir riscos ao crescimento

CIDADE DO MÉXICO, 25 Fev (Reuters) – A Europa fez avanços significativos na redução de riscos ao crescimento global por conta de sua crise de dívida, mas ainda precisa construir um grande “muro de proteção” financeiro para evitar contágio, disse o secretário de Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, neste sábado. “É importante dar aos líderes europeus crédito pelo que conseguiram”, disse ele em um evento patrocinado por banqueiros internacionais. “Eles tiveram um grande impacto em reduzir os riscos negativos sobre o crescimento… mas não se pode descansar em cima deste progresso.”

Continua após a publicidade

Japão só decidirá sobre contribuição ao FMI após ação da Europa

CIDADE DO MÉXICO, 25 Fev (Reuters) – O Japão vai considerar como pode contribuir para melhorar os recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI), o que permitiria ajudar países europeus com problemas financeiros, após ver o que a Europa vai fazer para ajudar a si mesma, disse o ministro das Finanças do Japão, Jun Azumi, neste sábado. Azumi disse que o Japão quer ver o fim dos problemas da Europa no início da primavera no hemisfério norte, pois isso ajudaria a economia mundial a mostrar mais crescimento.

Rehn, da UE, vê acordo sobre fundos de resgate em março

CIDADE DO MÉXICO, 25 Fev (Reuters) – Países da zona do euro devem chegar a um acordo em março para aumentar a capacidade conjunta de seus fundos de resgate, a tempo de um acordo para mais fundos de combate à crise junto ao Fundo Monetário Internacional em abril, disse uma autoridade econômica da Europa neste sábado. Olli Rehn, Commisário da União Europeia para Assuntos Econômicos e Monetários, disse que os países da zona do euro estão em negociações “construtivas” com a Alemanha, que se opôs ao aumento dos fundos de resgate.

Publicidade