Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MP da Suíça revista sede do banco HSBC em Genebra

Arquivos bancários mostraram que bilhões de dólares teriam transitado por contas do HSBC em Genebra para sonegação fiscal ou lavagem de dinheiro

O Ministério Público da Suíça abriu uma investigação penal contra o HSBC Private Bank por lavagem de capitais e deu início nesta quarta-feira a uma operação de revista na sede do banco em Genebra. “A promotoria anuncia, após as recentes revelações públicas relacionadas ao banco HSBC Private Bank (Suíça), que abriu um procedimento penal contra o banco por lavagem de capitais com agravante”, disse o MP em comunicado.

A revista é comandada pelo procurador-geral de Genebra, Olivier Jornot, com auxilio do promotor Yves Bertossa. Apesar de ter sido aberta contra o banco, a promotoria informou que a investigação também pode envolver pessoas físicas suspeitas de colaborar com ações de lavagem de dinheiro.

Leia mais:

HSBC publica anúncio para pedir desculpas por fraude fiscal

HSBC pode ser alvo de investigações por fraude fiscal na Suíça

HSBC suíço escondeu dinheiro suspeito de ditadores e celebridades

Cenário – A filial suíça do HSBC está imersa em um escândalo de fraude fiscal e lavagem de dinheiro, chamado de SwissLeaks, revelado pela imprensa em 9 de fevereiro. Dados retirados do banco pelo ex-técnico de informática Hervé Falciani mostraram que quase 180 bilhões de dólares teriam transitado por contas do HSBC em Genebra por meio de empresas de fachada para sonegação de impostos ou lavagem de dinheiro.

(Com agência France-Presse)