Clique e assine com até 92% de desconto

Minha Casa, Minha Vida terá de destinar 3% das moradias a idosos

Programa também vai reservar cotas para pessoas com deficiências

Por Da Redação 27 dez 2011, 11h01

O programa Minha Casa, Minha Vida terá novas regras para a seleção dos beneficiários, conforme normas publicadas na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União. O programa habitacional vai reservar cotas para idosos e pessoas com deficiências.

De acordo com as alterações, 3% das moradias previstas terão que atender à população idosa e outros 3% a pessoas com deficiência ou a famílias das quais façam parte pessoas com deficiência. A segunda etapa do programa do governo federal prevê 2 milhões de moradias até 2014, sendo 60% para famílias com renda mensal de até três salários mínimos.

O Minha Casa, Minha Vida foi lançado em 2009 com objetivo de construir 1 milhão de habitações. Com apenas 200.000 unidades entregues, Dilma anunciou em junho de 2011 a segunda fase do projeto, prometendo mais 2 milhões de unidades. Conforme dados do Ministério das Cidades, até 30 de outubro, somadas as duas etapas do programa, cerca de 1,3 milhão de habitações foram contratadas à Caixa Econômica Federal, mas apenas metade já ficou pronta.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade