Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado vê êxito em IPO do Facebook; teme longo prazo

Por Sergio Caldas

Nova York – Os analistas são unânimes na previsão de que será um sucesso a oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) do Facebook, esperada para esta semana, mas estão cautelosos quanto ao desempenho dos papéis da rede social no longo prazo.

O Facebook, que espera atingir um valor de mercado de até US$ 96 bilhões, está monopolizando as pesquisas especializadas sobre novas emissões e conquistando também avaliações que não se veem há quatro anos.

A IPO Boutique concedeu uma nota 5 ao Facebook, ou “compra mais forte”, o grau mais alto da consultoria. A última empresa a conquistar esta nota foi a fabricante de fertilizantes Intrepid Potash, que lançou seu IPO em abril de 2008 e teve uma alta de 58% na estreia. Segundo relatório da IPO Boutique, a última operação a atrair tanto interesse dos investidores foi a do Google, que abriu capital em 2004.

Já a IPO Scoop deu quatro de cinco possíveis estrelas ao Facebook, uma classificação atribuída pela última vez à Visa, que lançou sua oferta em março de 2008 e viu suas ações subirem 28% no primeiro dia de negócios. O presidente da IPO Scoop, John Fitzgibbon, explicou que a nota mais alta é reservada a ofertas com potencial de dobrar o preço da ação no dia da estreia.

Normalmente, operações que atingem US$ 1 bilhão ou mais dificilmente conseguem ganhos tão expressivos no primeiro dia, devido ao grande volume de ações disponível para atender à demanda de compradores. O Facebook, que está oferecendo 337,4 milhões de ações, pode levantar até US$ 13,6 bilhões através de seu IPO, se for precificado no valor mais alto do intervalo de preço sugerido.

De qualquer forma, apesar do tamanho, ofertas que superam US$ 1 bilhão geralmente conseguem garantir ganhos na estreia. De 83 operações acima deste valor feitas nos EUA desde 1998, 65 fecharam acima do preço estabelecido no IPO, de acordo com dados da IPO Scoop.

Até mesmo a Morningstar, uma consultoria que tende a ver os IPOs com uma visão de longo prazo, disse em nota a investidores que não se surpreenderia de ver o Facebook estrear em alta, com base no frenesi que a oferta está gerando.

Analistas da Morningstar e outras consultorias alertam, no entanto, que investidores que tenham a intenção de ficar mais tempo com as ações do Facebook talvez devessem reavaliar seus planos.

A Morningstar estima o valor justo da ação da rede social em US$ 32, dentro do valor sugerido de US$ 28 a US$ 35, o que daria uma margem de alta limitada para investidores que pretendam comprar e permanecer com os papéis, em lugar de simplesmente repassá-los no dia da estreia. Embora a consultoria diga que não há exagero no entusiasmo em relação ao Facebook, ela cita vários desafios de curto prazo que a empresa enfrentará, como o risco regulatório e preocupações com privacidade. As informações são da Dow Jones.