Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mendonça de Barros: PIB surpreende e eleva previsão para 2019

Desconfianças sobre retomada mais acelerada terão de ser enterradas pelos pessimistas e expectativas em relação ao futuro terão aumento expressivo

Os números divulgados pelo IBGE sobre o PIB brasileiro no terceiro trimestre deste ano surpreenderam o mercado com um crescimento de 0,6% em relação ao segundo trimestre e de 1,2% em relação ao mesmo período de 2018. A maior alta foi da agropecuária com crescimento de 1,3%, seguida pela indústria (0,8%) e pelos serviços (0,4%). Em relação a 2018, o consumo das famílias, que representa mais de 60% do PIB,  cresceu 1,9% e a formação bruta de capital, que representa nos números do IBGE, uma proxy do investimento privado, avançou 2,9%. A indústria e os serviços às famílias aumentaram nesta métrica 1%.

Outra informação relevante presente nos números desta terça-feira, 3, é a aceleração neste terceiro trimestre em relação aos primeiros seis meses do ano e que deve continuar no último trimestre de 2019. Certamente os analistas vão rever o crescimento do PIB em 2019 de 1% ao ano para algo próximo de 1,5%.

Também os números do PIB para 2020 serão revistos para cima em função da aceleração captada pelo IBGE. A mediana dos analistas deve mostrar um crescimento acima de 2,50% para o ano próximo, o que implica dizer que o crescimento econômico no último trimestre de 2020 deve estar acima dos 3% ao ano.

As desconfianças sobre uma retomada mais acelerada da economia terão que ser enterradas pelos mais pessimistas e as expectativas dos agentes econômicos em relação ao futuro terão um aumento expressivo, inclusive com efeitos positivos na avaliação do governo.

Economista e engenheiro, Luiz Carlos Mendonça de Barros foi presidente do BNDES e ministro das Comunicações.