Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Megaloja da Ri Happy vai vender de fralda a roupa – e brinquedos também

O plano do grupo prevê a abertura de 15 unidades neste ano, distribuídas entre lojas de brinquedo, de bebês e mega stores

Por Redação 4 Maio 2018, 16h56

A Ri Happy inaugura neste sábado uma megaloja de 1.600 metros quadrados na Vila Guilherme, zona norte de São Paulo. Em tamanho, a unidade será a segunda maior da rede varejista, perdendo apenas para a loja do shopping Interlagos, localizado na zona sul da cidade.

Será a primeira loja da marca Mundo Ri Happy, uma espécie de supermercado de produtos infantis. No mesmo lugar será possível comprar brinquedos, roupas, sapatos, fraldas, produtos para bebês, papelaria e itens de higiene infantil.  “Testamos o conceito de one stop shop e percebemos que os pais gostam muito de encontrar tudo que é necessário para os filhos em um único lugar”, diz Héctor Núñez, presidente da Ri Happy.

O plano do grupo prevê a abertura de 15 unidades neste ano, distribuídas entre lojas de brinquedo, de bebês e mega stores, com tamanho entre 1.300 e 1.500 metros quadrados. A loja da Vila Guilherme funcionava antes no formato tradicional, comercializando brinquedos. Mas o grupo investiu 3 milhões de reais para convertê-la em uma unidade do Mundo Ri Happy. Outras lojas grandes, como as dos shoppings Interlagos e Aricanduva, também devem ser convertidas em unidades do Mundo Ri Happy até o fim do ano.

Núñez diz que a expectativa do grupo é de fechar o ano com crescimento nas vendas. Segundo ele, o setor de brinquedos não teve retração nem mesmo nos piores anos da crise. “Não somos imunes, somos resilientes à crise”, afirma.

Segundo o executivo, o segmento de bebês costuma se sair ainda melhor que o de brinquedos. “O consumidor latino, especialmente o brasileiro, está disposto a se sacrificar para atender ao desejo dos filhos. O pai se sacrifica, mas não deixa de comprar algo que o filho deseja.”

Esse comportamento explica um pouco do avanço da rede sobre outros segmentos além dos brinquedos.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês