Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Magazine Luiza já contratou 1.700 funcionários intermitentes

Rede vai reformar unidades a partir de 2018 para ampliar área de estoque e atender clientes que compram pela internet e retiram produtos na loja

O Magazine Luiza já colocou em prática as novas modalidades de contratação previstas na reforma trabalhista, como o regime intermitente. A rede varejista cadastrou 3.100 pessoas para trabalhar por esse sistema. Desse total, 1.700 já foram chamados para atuar na semana da Black Friday, que aconteceu no fim de novembro.

O presidente do Magazine Luiza, Frederico Trajano, diz que essa modalidade de trabalho permite que a empresa contrate mais funcionários do que no modelo temporário.

“Se não tivesse o contrato intermitente, é provável que só contratássemos 500, 600 pessoas. Agora é possível contratar mais gente, mas por menos tempo”, afirmou.

O contrato intermitente permite que a empresa contrate o funcionário para períodos específicos, pagando um salário proporcional ao tempo trabalhado.

O Magazine Luiza deve contratar cerca de 1.000 funcionários intermitentes para o período do Natal. Os funcionários do cadastro de reserva podem ser chamadas para datas específicas ou mesmo apenas para os fins de semana.

Segundo Trajano, o trabalho intermitente deve acabar com a contratação do ‘bico’ ou ‘freelancer’ no varejo. “Todos ganham. A empresa contrata quando precisa e pega todos os encargos previstos.”

O presidente do Magazine Luiza disse que a empresa analisa a adoção de outros mecanismos previstos na reforma trabalhista, como a jornada 12×36 e trabalho parcial.

Vendas pela internet, entrega nas lojas

O Magazine Luiza vai ampliar a área de estocagem nas lojas a partir de 2018. O projeto piloto prevê que o espaço do estoque passa de 15% para 30%. Para realizar essa mudança, as lojas da rede serão reformadas no prazo de dois anos.

A ampliação da importância do estoque tem relação com o sistema de venda pela internet e retirada na loja. Em reunião com investidores, executivos da rede disseram que passa a ser comum que o primeiro contato do cliente dentro da loja seja com o setor de estoque.

Para incentivar as vendas pelo aplicativo, o Magazine Luiza lançou a entrega expressa em dois dias em dez cidades. Para compras acima de 99 reais não há cobrança de frete.

As vendas pela internet registraram um aumento de 55% até setembro na comparação com igual período de 2016, sendo a maioria concluída pelo celular.