Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Lucro da Vale cai 57,8% no 3º trimestre

Empresa teve ganhos de 3,32 bilhões de reais - abaixo das previsões de analistas, que esperavam lucro de 3,9 bilhões de reais

Por Da Redação 24 out 2012, 19h03

O lucro líquido da Vale atingiu 3,328 bilhões de reais no terceiro trimestre do ano, o que representou um recuo de 57,8% em relação ao mesmo período de 2011. O lucro é o menor deste o primeiro trimestre de 2010, quando a mineradora registrou ganhos de 3,2 bilhões de dólares. A empresa divulgou seus resultados no início da noite desta quarta-feira. O resultado está aquém das previsões de analistas, que esperavam ganhos de 3,9 bilhões de reais. No segundo trimestre deste ano, a mineradora já havia divulgado resultados pouco otimistas: queda de 48,3% em seu lucro.

A receita operacional somou 22,2 bilhões de reais, uma queda de 34,5% na mesma comparação. A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado alcançou 7,581 bilhões de reais, retração de 61,2% ainda na relação anual. Na comparação com o trimestre imediatamente anterior, o lucro caiu 37,4%, a receita 7% e o Ebitda 24,9%.

O responsável pelos números menores no trimestre passado, segundo a companhia, foi o preço do minério de ferro, que caminha em trajetória descendente desde o fim de 2011. No terceiro trimestre de 2011, a situação era oposta. No intervalo, o preço médio do minério praticado pela empresa havia atingido o seu pico histórico, de 151,26 dólares a tonelada. Agora, no último trimestre 2012, o preço da matéria-prima começa a apresentar recuperação, mas em níveis distantes daqueles observados no passado.

Ainda no trimestre passado, a produção de minério de ferro pela Vale somou 83,926 milhões de toneladas, o que representou uma queda de 4,5% em relação ao registrado no mesmo período de 2011. Na comparação com o trimestre imediatamente anterior, houve um incremento de 4,2% nos volumes. Essa produção considera 100% da produção da Samarco, empresa na qual a Vale é sócia. Os metais básicos continuam gerando cautela. A produção de níquel no período entre julho e setembro somou 49 mil toneladas, recuo de 15,7% ante o terceiro trimestre de 2011. Já a produção de cobre caiu 19,9% em relação ao mesmo período de 2011, para 68 mil toneladas.

Investimentos – A Vale também informou nesta quarta-feira que os investimentos no terceiro trimestre do ano somaram 4,289 bilhões de dólares, queda de 5,3% em relação ao registrado no mesmo período de 2011. Ante o período imediatamente anterior, o montante ficou estável. Esse valor exclui aquisições.

Continua após a publicidade

No acumulado do ano até setembro, os investimentos da Vale atingiram 12,253 bilhões de dólares, aumento de 8,4% em relação ao mesmo período de 2011. Esse montante significa 57% do total programado para 2012, de 21,4 bilhões de dólares. A mineradora afirmou que os investimentos no período refletem o “foco no crescimento orgânico como prioridade estratégica”. De acordo com a Vale, 73,7% do total investido no período foi destinado para financiar o crescimento da empresa. “É muito provável que 2012 seja o ano de pico de investimentos nos próximos anos”, destacou a empresa. A sustentação de projetos existentes consumiu 26,3% do total investido.

Leia também:

Produção de minério de ferro da Vale cai 4,5%

Vale assume perda de R$ 1,1 bilhão para governo

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade