Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lucro da Braskem sobe 70% no 1º trimestre

Receita da empresa também cresceu 25% no período, para R$ 11,843 bilhões

O lucro líquido da Braskem saltou 70% no primeiro trimestre de 2014, para 396 milhões de reais, ante igual período do ano anterior. A empresa atribuiu o crescimento à adoção da contabilidade de hedge desde maio de 2013. Este é um tipo de operação financeira com objetivo de proteção contra variações cambiais. A empresa, cuja principal atuação é o setor químico, também adotou uma estratégia de venda de ativos que não considera rentáveis.

Em janeiro, a Braskem vendeu os ativos de sua Unidade de Tratamento de Água, localizada no polo petroquímico de Triunfo (RS), para a Odebrecht Ambiental por 315 milhões de reais. Em fevereiro de 2012, a companhia também vendeu para a Odebrecht Ambiental outra Unidade de Tratamento de Água, situada no polo petroquímico de Camaçari (BA), além de sua unidade de tratamento de resíduos Cetrel.

Leia também:

Odebrecht teve lucro de R$ 490,7 milhões em 2013

OGPPar, antiga OGX, tem prejuízo de R$ 17,4 bi em 2013

A geração de caixa medida pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Braskem totalizou 1,635 bilhão de reais no primeiro trimestre de 2014, alta de 75% ante o mesmo período do ano anterior. A receita líquida, por sua vez, subiu 25%, para 11,843 bilhões de reais, na mesma base de comparação, apoiada pela desvalorização do real ante o dólar e pela recuperação dos preços de petroquímicos no mercado internacional.

Segundo a empresa, apesar do inverno rigoroso nos Estados Unidos, a demanda por petroquímicos básicos no país avançou 2% sobre um ano antes. Já na Europa, o aumento foi de 4%.

(com agência Reuters)