Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Justiça vai leiloar 17 aviões da massa falida da Vasp

A venda das aeronaves, que não têm condições de voo, ajudará a abrir espaço em oito aeroportos brasileiros, onde estão armazenadas

Equipamentos e sucatas de dezessete aviões pertencentes à massa falida da Vasp vão a leilão a partir do dia 20. São dezesseis aeronaves da Boeing e um Airbus A300 que somam 448 toneladas e, segundo avaliação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), não têm condição de voo.

O leilão será aberto pela internet para o recebimento de lances e será finalizado em São Paulo, no dia 30. Os lances mínimos para as aeronaves foram fixados entre 15 mil reais e 60 mil reais, tendo como base o cálculo do peso das aeronaves ao valor de 1 mil reais por tonelada.

Leia também:

STF suspende prisão do empresário Wagner Canhedo

O leilão é realizado pela 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo, responsável pela falência da empresa aérea. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a operação do leilão está sob a responsabilidade da empresa Freitas Leilões.

Mais espaço – As aeronaves compõem o programa Espaço Livre – Aeroportos, da Anac, Infraero e Secretaria de Aviação Civil (SAC), que pretende retirar 53 aviões dos pátios dos aeroportos para liberar o espaço de onze terminais.

Os aviões da Vasp estão localizadas no Aeroporto Internacional de Guarulhos (4, incluindo o Airbus), Salvador (3), Brasília (3), Recife (2), Manaus (2), Viracopos, em Campinas (1), Galeão, no Rio de Janeiro (1) e Confins, em Belo Horizonte (1). Todos eles foram vistoriados e classificados pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) como não aeronavegáveis.

Além das aeronaves que entrarão em leilão neste mês, a massa falida da Vasp ainda aguarda a avaliação judicial de outro avião, localizado em São Luís, no Maranhão. Outros nove aviões da companhia já foram desmontados e vendidos. Quatro ainda aguardam remoção pelo comprador.

Móveis – Também serão leiloados outros bens da empresa, como móveis e quadros, que poderão receber lances a partir de 16 de setembro, com fechamento no dia 26. Os valores obtidos com o leilão serão encaminhados ao pagamento de credores da Vasp.

(com Estadão Conteúdo)