Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Irlanda quer atrair empresas que deixarem Londres após Brexit

Grandes instituições financeiras manifestaram interesse na Irlanda, diz presidente da agência estatal encarregada de atrair investimentos estrangeiros

Por Da Redação 24 jun 2016, 20h51

A IDA, agência estatal irlandesa encarregada de atrair investimentos estrangeiros, está em contato há meses com empresas que avaliam se mudar de Londres – e agora pode colher os benefícios da saída do Reino Unido da União Europeia (UE). A infomação foi dada pelo presidente-executivo da agência, Martin Shannahan, nesta sexta-feira.

“Não estamos começando do nada hoje, fizemos muita lição de casa, estamos comprometidos com nossos clientes ao longo dos últimos meses e algumas dessas discussões giraram em torno do Brexit”, disse Shannahan, em entrevista telefônica à Reuters.

“Você saberá por comunicados que algumas empresas muito grandes e algumas instituições financeiras muito grandes, em particular, deixaram claro nos últimos dois dias que a Irlanda está sendo considerada”, complementou.

Leia mais:

Bolsas americanas fecham em baixa de mais de 3%

Após Brexit, Bovespa cai quase 3% e dólar sobe

Embora a Irlanda seja vista como tendo mais a perder que seus colegas membros da UE com a decisão do Reino Unido, a chance de que empresas que desejam permanecer no bloco europeu escolham Dublin como seu novo endereço cria uma reviravolta potencial. A Irlanda já atrai muitas multinacionais, como Apple e Citigroup, em um regime altamente bem-sucedido, que corresponde a aproximadamente um em dez empregos irlandeses.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade