Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Irlanda busca 1,6 bilhão de euros com novos impostos em 2012

Dublin, 6 dez (EFE).- O ministro das Finanças da Irlanda, Michael Noonan, anunciou nesta terça-feira a introdução de uma nova bateria de impostos e medidas de austeridade econômica destinadas a elevar em 1,6 bilhão de euros as receitas dos cofres do Estado em 2012.

Na apresentação ao Parlamento do Orçamento Geral, Noonan ressaltou que o objetivo é criar empregos a curto, médio e longo prazo e confirmou que o Imposto sobre o Valor Agregado (IVA) será ampliado em dois pontos percentuais, de 21% para 23%. Além disso, não serão mexidos nos impostos sobre a renda.

‘O objetivo deste governo é recuperar o controle de sua soberania fiscal e econômica’, assinalou o ministro, que disse estar ‘comprometido a participar plenamente na resolução desta crise, de modo que a Irlanda possa continuar se beneficiando das vantagens da moeda única’.

Este é o primeiro orçamento elaborado pelo Executivo de coalizão entre conservadores e trabalhistas desde que chegou ao poder em fevereiro, três meses depois de a Irlanda aceitar um resgate econômico da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) de 85 bilhões de euros.

Pela primeira vez na história do país, as contas para o próximo ano se apresentam em dois dias, tarefa iniciada nesta segunda-feira pelo ministro de Gastos Públicos, o trabalhista Brendan Howlin, que anunciou um corte de 1,4 bilhão de euros para 2012.

O objetivo comum é chegar a um equilíbrio que permita a Dublin economizar 3,8 bilhões de euros em 2012, a fim de reduzir seu déficit público até 8,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012, ressaltou Noonan nesta terça-feira. EFE