Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Incertezas fazem Bolsas da Ásia fechar sem direção

Por Da Redação 21 set 2011, 07h52

Por Tóquio

Ricardo Criez e Roberto Carlos dos Santos – As Bolsas da Ásia apresentaram números mistos. As incertezas sobre a economia global ditaram o ânimo dos investidores, ora preocupados com a crise de débito da Europa, ora otimistas e à espera do resultado da reunião do Comitê de Política Monetária (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

Em pregão instável, a Bolsa de Hong Kong deslizou ao seu menor patamar em mais de dois anos. O índice Hang Seng caiu 190,63 pontos, ou 1%, e encerrou aos 18.824,17 pontos, o pior fechamento desde 17 de julho de 2009.

Já as Bolsas da China fecharam em forte elevação, com a presença de investidores em busca de ofertas de ocasião no setor bancário e o aumento da demanda por parte dos fundos. O índice Xangai Composto ganhou 2,7% e encerrou aos 2.512,96 pontos. O índice Shenzhen Composto avançou 2,9% e terminou aos 1.102,29 pontos.

O yuan se valorizou sobre o dólar, após o Banco Central chinês inesperadamente reduzir para um piso recorde a taxa de paridade central dólar-yuan (de 6,3880 yuans para 6,3772 yuans). No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,3823 yuans, abaixo do fechamento de terça-feira, que foi de 6,3843 yuans – a moeda chinesa já se valorizou 7% em relação à unidade dos EUA desde junho de 2010.

Com forte demanda de investidores estrangeiros e o incentivo a um programa de compras, a Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, também teve alta. O índice Kospi subiu 0,89% e encerrou aos 1.854,28 pontos.

Continua após a publicidade

A Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em alta provocada pelos ganhos em ações de tecnologia, na expectativa de que o dólar taiwanês mais fraco impulsione as companhias exportadoras do setor. O índice Taiwan Weighted avançou 0,57% e terminou aos 7.535,88 pontos.

Na Austrália, a Bolsa de Sydney foi sustentada pelos sinais positivos da economia chinesa. O índice S&P/ASX 200 avançou 0,78% e encerrou aos 4.071,80 pontos.

A Bolsa de Manila, nas Filipinas, encerrou o dia em baixa. O índice PSEi retrocedeu 0,37% e fechou aos 4.204,29 pontos.

A Bolsa de Cingapura terminou em alta pela segunda sessão seguida, na expectativa positiva de anúncio de Ben Bernanke (Fed) de medidas de apoio à economia americana. O índice Straits Times subiu 0,4% e fechou aos 2.791,79 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, recuou 1,5% e fechou aos 3.697,49 pontos, com forte movimento de vendas de blue chips por investidores estrangeiros em meio a preocupações com o estado da economia global.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, subiu 0,3% e fechou aos 1.029,59 pontos, igualmente esperançoso de anúncio de medidas de estímulo à economia dos EUA pelo Fed hoje.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, avançou 0,6% e fechou aos 1.419,04 pontos, com as ações de primeira linha recuperando terreno após recentes vendas, uma vez que os investidores procuraram ofertas na expectativa de um rali após a reunião do Fomc. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade
Publicidade